sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

50 ANOS DA CHEGADA DOS BEATLES AOS EUA



Pois é, a chegada da Kiss FM no Rio de Janeiro se deu há dois dias, mas hoje outro acontecimento crucial para a cultura rock do mundo inteiro comemora 50 anos. É a chegada dos Beatles aos EUA, puxando a invasão britânica que virou de cabeça para baixo o ritmo criado pelos estadunidenses mas revigorado pelos ingleses.

Os Beatles, naquele 07 de fevereiro de 1964, não eram levados muito a sério. John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr eram vistos por muitos como meros ídolos adolescentes sem importância, embora na verdade sempre foram excelentes músicos e suas canções sempre primaram pela qualidade e pelos excelentes arranjos.

É porque naquela época, os tempos eram outros. O mundo adulto era mais moralista e repressivo, embora esse argumento seja clichê demais e arriscado para os dias de hoje, tempos da grosseria brega-popularesca que desafiam os padrões éticos mais liberais, ora pela pieguice romântica mais chorosa, ora pelas baixarias em níveis quase trogloditas.

Mas naquela época a injustiça foi comprovada ao longo do tempo. Os Beatles desembarcaram em Nova York e excursionaram por duas semanas no país. Se apresentaram também em Miami e Washington. E, em Nova York, apareceram no programa do famoso apresentador de TV, Ed Sullivan, conhecido pelo seu perfil conservador. O programa teve recordes de audiência com os Beatles.

A imprensa norte-americana não viu positivamente o fenômeno Beatles. Em compensação, as fãs ficaram extasiadas com a apresentação dos quatro rapazes, com gritos que, mais tarde, fariam o quarteto mais famoso de Liverpool abandonar os palcos para se concentrarem em experimentações artísticas.

O fenômeno Beatles, devido ao sucesso da turnê norte-americana, estimulou a curiosidade de uma rica cena musical existente no Reino Unido desde que o falecido Lonnie Donegan lançava o skiffle, tradução britânica do rhythm and blues e fonte primária para o rock'n'roll da Grã-Bretanha.

A cena era bem movimentada muito antes da Beatlemania - até Richie Blackmore já mostrava seu vigor nas guitarras na banda The Outlaws, ativa antes mesmo do Brasil lançar a Jovem Guarda - e, com a turnê dos EUA, houve depois a "invasão britânica" de nomes como Rolling Stones, Who, Animals e muitos, muitos outros.

Daí que isso transformou decisivamente o rock mundial, com uma diversidade de bandas que fez o rock se popularizar no mundo inteiro e fazer muitos jovens correrem para as lojas de instrumentos musicais e combinar conjuntos musicais com os amigos.

Com isso, a cultura rock ganhou muito com o fenômeno Beatles. O rock, poucos anos depois, se transformou completamente - além dos próprios Beatles se reinventarem de 1965 a 1970 - e muita coisa foi feita, criando uma grande diversidade de bandas, músicos e cantores, de variações musicais diversas, que tornaram o rock mais dinâmico e bem mais aberto a aventuras criativas.

Nenhum comentário: