sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

KATE UPTON E ELLEN ROCCHE SÃO MAIS DO QUE CORPÕES SARADOS

 
Embora, aparentemente, as atrizes Kate Upton e Ellen Rocche possam se confundir com as "boazudas" - sobretudo diante da perspectiva brutal e ignorante de machistas tarados (os machistas-uia, porque quando são acusados de machistas, reagem sempre dizendo "Uia!") - elas no fundo são duas garotas bem legais.

Numa observação bem cautelosa, dá para perceber que as duas atrizes - que, atualmente, estão ambas solteiras - nem de longe chegam à chamada vulgaridade feminina, sendo o fato de serem "gostosonas" apenas um aspecto de suas personalidades simpáticas e divertidas.

As duas garotas, que haviam sido também modelos, hoje perseguem a carreira de atriz. Kate já rodou seu primeiro filme, ao lado da experiente Cameron Diaz. Já Ellen possui mais experiência e no momento se concentra em comédias, embora já esteja preparada para convites para papéis dramáticos.

As duas não têm vergonha de serem sensuais, mas procuram seduzir sem fazer apelação barata. Não são moças que "mostram demais" o tempo todo e, de vez em quando, nem se preocupam em usar roupas justas ou curtas, usando apenas quando a situação permite.

A grande diferença é que elas não veem a sensualidade como um fim em si mesmo, elas não vivem de mostrar o corpo. Sabem que possuem corpões volumosos, e por sinal bem naturais, sem os anabolizantes e os silicones que "turbinam" os corpos das musas "vulgares" que, em verdade, não passam de um bando de barangas ora esqueléticas, ora gorduchas.

Além disso, Kate Upton e Ellen Rocche querem aprender coisas novas. Elas querem se aperfeiçoar, são muito simpáticas em entrevistas e despretensiosas. Não têm a arrogância pedante das musas vulgares, e as duas sabem muito bem que não se faz feminismo "se mostrando demais".

Kate e Ellen podem surpreender depois, mostrando que são muito mais que corpões sarados. Por isso elas merecem nossa admiração. Além do mais, elas são duas coisinhas fofas, muito lindas e atraentes. Essas garotas têm futuro. Vale apostar nelas.

Nenhum comentário: