quarta-feira, 4 de setembro de 2013

REVISTA DE MAURÍCIO DE SOUZA CHAMA ÁFRICA DE "PAÍS"


Um enorme erro foi cometido pela equipe editorial do desenhista Maurício de Souza, numa página de passatempos da edição 37 do Almanaque do Cascão, publicado pela Editora Panini em janeiro passado.

Numa questão que relacionava animais e seus respectivos países de origem, a questão incluiu a África como uma das opções a serem ligadas ao animal correspondente. Só que, sabemos, a África não é um país, mas um continente, o que se torna um erro muito grave para o público infantil que lê tais revistas.

Além disso, a África não só é um continente como um verdadeiro mundo à parte. Isso porque o continente africano envolve diferentes povos, em boa parte negros, árabes e até brancos, de culturas muito diferentes entre si e uma imensa variedade de idiomas, dialetos e histórias. Por isso, a África não poderia ser considerada um país, pois, já como continente, inclui uma diversidade social muito grande.

É lamentável que uma revista dedicada a personagens carismáticos e que influem na educação e no entretenimento das crianças tenha cometido um erro desses. Já não basta a péssima formação que as emissoras de rádio e TV e o sistema social em que vivemos, dotado de uma imensa crise de valores, exerce em nossas crianças?

A necessidade de mostrar um mínimo de correção nas informações é uma forma de trazer à criançada um aprendizado coerente, que possa servir para um preparo para novos aprendizados com o passar do tempo. A veiculação de informações erradas pode influir numa compreensão confusa e desnorteada, como a própria mídia dos anos 90 já fez em prejuízo à formação intelectual da maioria dos brasileiros.

Cabe, portanto, os redatores que trabalham na Maurício de Souza Produções tomarem muito cuidado na próxima vez. Eles estão lidando com aqueles que farão o futuro de nosso país.

Nenhum comentário: