quarta-feira, 25 de setembro de 2013

PREZUNIC DEVERIA APROVEITAR ASSOCIAÇÃO COM G. BARBOSA PARA VENDER FARINHA BAIANA


Estranhamente, a rede de supermercados Prezunic, do Rio de Janeiro, ligada ao mesmo grupo chileno Cencosud que controla a rede baiana de supermercados G. Barbosa - eu conheço bem as duas redes - , deixou de comercializar a marca de farinha de copioba Torradinha da Bahia.

Ela era a única farinha de copioba a ser comercializada no Rio de Janeiro, apesar da fabricação baiana, e seu sabor e qualidade são um diferencial, uma vez que a farinha produzida no Rio de Janeiro, limitada à mandioca, é de péssima qualidade.

Até mesmo a marca Granfino, considerada a melhor das farinhas produzidas no Rio de Janeiro, ainda deixa muito a desejar. As farinhas não têm sabor, seu refino é insatisfatório, mais parecendo areia comestível do que farinha propriamente dita.

Além disso, quando a farinha é muito crua, não é muito saudável, e, quando é cozida, fica queimada demais. Não há como competir com a farinha de mandioca e de copioba produzidas no Nordeste brasileiro, sobretudo Bahia, Sergipe e Alagoas, que possuem uma excelente técnica de refino, um equilibrado grau de cozimento e um excelente sabor.

Enquanto isso, o Prezunic continua insistindo na comercialização da marca Vascaína, farinha produzida em Santa Catarina, considerada de péssima qualidade. Pelo sabor e pela qualidade, se tem a impressão de que a farinha de mandioca produzida no Sul do país (ou, ao menos, Santa Catarina, meu Estado natal) mais parece uma farinha de trigo ruim quando torrada.

Espera-se que o Prezunic volte a comercializar a farinha Torradinha da Bahia, de forma definitiva e permanente, tomando muito cuidado com a logística, repondo sempre os estoques - tal como faz com a Granfino - , porque se trata de um produto de grande aceitação popular, a farinha de copioba, de sabor delicioso ao ser colocado na comida.

O Prezunic deveria aproveitar que é do mesmo grupo empresarial do G. Barbosa para garantir a comercialização desse produto.

Nenhum comentário: