quinta-feira, 30 de maio de 2013

TICIANE PINHEIRO ESTÁ SOLTEIRA!!


Não é muito comum haver separações de casais por divergências irreconciliáveis no Brasil, porque o nosso país, a pátria do "jeitinho brasileiro", sempre arrumou um jeito para que situações menos vantajosas parecem "mais vantajosas" do que situações realmente mais vantajosas, já que as situações desvantajosas oferecem benefícios a curto prazo.

Pois Ticiane Pinheiro se separou de Roberto Justus, conforme nota divulgada pela assessoria: "Decidimos, em comum acordo,nos separar, mas continuaremos unidos pelo amor a nossa filha Rafaella e pela amizade e respeito que nutrimos um pelo outro. Ticiane Pinheiro e Roberto Justus".

Ninguém vai dizer, mas a grande diferença etária pesou muito na separação.E, o que é pior, Roberto Justus faz parte de uma geração de empresários, executivos e profissionais liberais - a exemplo de Almir Ghiaroni, Eduardo Menga e Malcolm Montgomery - que, mesmo nascidos nos anos 1950, parecem se comportar como o "rabo de geração" dos anos 1940.

São homens que, provavelmente, passaram os anos 80 trancados em escritórios, consultórios e salas de aula de pós-graduação e por isso sentem um preconceito enorme com o astral jovial da década que contagiou outros homens nascidos na mesma década cinquentista, como Lulu Santos, Evandro Mesquita e Serginho Groisman.

Portanto, homens que conviveram com pessoas mais velhas quando poderiam arrumar algum tempo para curtir a vida, e, quando se tornaram grisalhos, a partir dos 45 anos, quando passaram a se casar com mulheres bem mais jovens, eles até hoje esboçam resistência muito grande em serem joviais, presos a um paradigma de meia-idade que eles aprenderam por volta de 1972-1973.

Justus tem a mesma idade que o jornalista Luiz Antônio Mello e o cantor Kid Vinil - que, apesar de sua aparência de titio bigodudo, sempre foi um rapagão jovial - , pelo menos é o que o publicitário sempre se declarou. E, apesar do jeito animado e da tentativa de sair um pouco do jet-set granfino, quem convive com Roberto Justus garante que ele continua tão sisudo na vida íntima quanto antes.

Chega um ponto que as diferenças acabam pesando, e muito. E nem pelo fato da diferença etária entre si, mas na postura dos born in the 50s brasileiros em resistir às mudanças dos tempos. Até o vestuário da geração de Roberto Justus ainda está muito preso aos anos 70.

Usar sapatos de verniz para passear no bosque ou ir ao cinema? Coisa demodê!! Usar terno e gravata preto para divulgar livro no Programa do Jô? Que coisa mais antiquada!! Nascer no Brasil de 1953, 1954 e 1955 e sonhar com a Nova York de 1947 e a Roma de 1910 é saudosismo doentio!! E ainda por cima falam de Glenn Miller, que nunca viram pessoalmente, como se tivessem sido seus tios!!

Enfim, Ticiane voltou ao "mercado", uma coisa aparentemente inimaginável. Será bom para Ticiane curtir sua juventude que o então marido não compreendia e nem se identificava. Seja bem vinda ao time das solteiras, Ticiane!!

Nenhum comentário: