domingo, 9 de dezembro de 2012

A DECADÊNCIA DA GLOBO AINDA CONTINUA



Na semana passada, a Rede Globo, só nos lares pesquisados em São Paulo, registrou sua pior audiência da história, registrando em novembro último 13,5 pontos, correspondentes a 60 mil lares, contra 14,6 pontos em outubro.

Semanas atrás, o jornalista Paulo Henrique Amorim havia também dito que as novelas da Globo andavam mal em audiência, mesmo a bem-intencionada Guerra dos Sexos e a ambiciosa Salve Jorge, o que afeta, negativamente, o Jornal Nacional, que não disse a que veio ao substituir o clima familiar do casal William Bonner e Fátima Bernardes com o "diálogo jornalístico" da nova parceira de William, Patrícia Poeta.

Fátima, por sua vez, também não conseguiu brilhar com seu programa de entrevistas Encontro com Fátima Bernardes que, além de ter causado indignação no público fiel do programa Globinho, infantil que exibia desenhos animados, tinha um cenário caótico em que convidados, técnicos e espectadores ofuscavam a apresentadora.

Os humorísticos também tiveram suas baixas. O Casseta & Planeta Vai Fundo, programa que já foi jogado no final da noite, depois da "geladeira" de um ano, já está confirmadamente fora do ar na grade de 2013. As Aventuras do Didi, que havia sido uma versão reformulada do anterior A Turma do Didi, e que já era uma tentativa de reviver o glamour dos Trapalhões sem Mussum e Zacarias, também fica de fora em 2013.

Tanto os cassetas quanto Renato Aragão foram advertidos pelos executivos da Globo a bolar novas atrações. Não será fácil. O Casseta & Planeta Vai Fundo havia resgatado personagens do Casseta & Planeta Urgente, a princípio descartados na atual atração, nas temporadas recentes. E Renato Aragão já havia lançado "genéricos" de Mussum e Zacarias, como o ex-É O Tchan Jacaré e Tadeu Mello.

Mas os dois fracassos se devem a incidentes que os humoristas haviam feito fora de seus programas. O reacionarismo tucano e incrivelmente mal-humorado de Marcelo Madureira, casseta associado ao Instituto Millenium, já havia "queimado" o Casseta & Planeta Urgente em 2010. Já Renato Aragão havia demitido um motorista que havia chamado o humorista de "Seu Didi", dizendo que ele deveria chamá-lo de "Dr. Renato".

O caso com Renato Aragão foi muito grave, se levarmos em conta que, nos seus programas, o personagem Didi é xingado de "burro", "imbecil" e "idiota" sem perder o senso de humor. Além disso, Renato Aragão enfureceu os católicos com um filme em que o personagem Didi é escolhido por Deus para continuar a missão de Jesus Cristo na Terra.

Se o incidente de Marcelo Madureira causou uma péssima repercussão por parte da blogosfera, sobretudo progressista, afetando o humor do programa como um todo, que já estava repetitivo, o incidente com "Dr. Renato" causou má repercussão nas redes sociais, agravado pelo filme "religioso" e, para piorar, com os órfãos de Chico Anysio "descontando" a tristeza pelo falecimento deste protestando contra o conterrâneo.

E O SETOR "POPULAR"?

Já no âmbito do "popular", tem-se as tentativas da Globo de manter Xuxa em alta, com audiência satisfatória entre 9 e 11 pontos em outubro último. Mas depois, em novembro, o TV Xuxa, programa de variedades da "rainha dos baixinhos", perdeu nos lares da Grande São Paulo para os desenhos do Pica-Pau, numa diferença de pontos de 6,7 para Xuxa contra 8,7 do personagem de Walter Lantz.

Foi o suficiente para o diretor de TV Xuxa, Mário Meirelles - casado com a estonteante atriz Simone Soares - , há um ano no comando da atração, ficar irritado e disparar um desabafo no Twitter: "Atenção aos retardados que estão assistindo Pica Pau começou TV Xuxa. Tá bom. Atenção idiotas que que estão assistindo Pica Pau. Começou TV Xuxa sua única esperança de sair dessa lavagem cerebral".

Vários internautas reagiram revoltados, e Mário Meirelles pediu desculpas, ao saber que vários seguidores seus assistiam ao desenho animado. Tentou argumentar que os espectadores preferem ver o Pica Pau a assistir a uma homenagem a Fernanda Montenegro, entrevistada no TV Xuxa.

Só faltou mesmo algum nerd irritado pedir para ele se separar de Simone Soares e querer namorar a atriz, já que deve ter torcida assim em relação a Ana Furtado, esposa do também temperamental Boninho, outro diretor de TV, no caso o programa Big Brother Brasil.

Aliás, quanto ao Big Brother Brasil, a repercussão negativa do programa, este ano, não fez os executivos da Globo cancelarem o programa, apesar de cancelamentos ocorridos em várias versões da franquia holandesa, nos últimos anos. A edição 2013 já está em processo de inscrições e resta a esperança do programa declinar já nesta edição.

A julgar pela péssima repercussão dos ex-BBBs, que foram criticados por se limitarem à curtição vazia das noitadas e dos eventos popularescos, e mais recentemente pelas gafes de suas "musas", que investiram no exibicionismo pensando que qualquer lugar é igual à intimidade de um lar, o futuro do Big Brother Brasil já não é mais tão certo quanto antes.

Laísa Portela havia posado deitada no chão de um supermercado nos EUA. Fabiana Teixeira e Maíra Cardi posaram dentro de banheiros, sendo Maíra duas vezes, uma num banheiro masculino de um avião, outra no banheiro de sua casa, para mostrar o controle remoto de um vaso sanitário. Além disso, Maíra havia feito caras e bocas e posou de "gostosona" durante uma passagem por um aeroporto no Rio de Janeiro.

A repercussão, bastante negativa, dessas gafes, que mostram o quanto se deve guardar a vida íntima no segredo da privacidade, fez com que Maíra reagisse indignada às críticas negativas recebidas: "Nunca me arrependo do que faço (...) Porque sou intensa, verdadeira (...) Eu quero que o mundo se fo... Que qualquer loucura, todo sacrifício, qualquer briga com mundo, (...) tudo será nada se eu estiver feliz!".

Na música, além da volta da superexposição de Ivete Sangalo, no entanto sem causar surpresas, a Rede Globo ainda não conseguiu fazer do cantor de sambrega Thiaguinho um ídolo de grande porte, mesmo jogando tudo que é ator e atriz de novela para assistir a ele a troco de benefícios contratuais. Também não ajuda muito a pseudo-MPB que o cantor adestrado pelo programa Fama passou a fazer ainda como membro do Exaltasamba, grupo da primeira onda sambrega que já existia antes dele fazer parte.

O The Voice Brasil - cujo corpo de jurados é 50% de ídolos neo-bregas - apenas faz sucesso como uma novidade de temporada, sem qualquer importância na renovação da Música Popular Brasileira, que não depende de concursos musicais e talvez se exerce até fora dele. Vide as músicas "derrotadas" pelos festivais da canção dos anos 60 que, nem por isso, deixaram de ser clássicos da MPB autêntica.

Pode ser que a crise que passa a Rede Globo não represente um prejuízo catastrófico para a empresa, mas mostra o quanto sua influência está se perdendo. Há muito ela já não tem mais a influência absoluta dos tempos da ditadura, e hoje então ela já sofre as pressões violentas da Internet. A Globo está murchando.

Nenhum comentário: