quarta-feira, 27 de junho de 2012

FOLHA DE SÃO PAULO AGORA COBRA PARA VOCÊ LER NA INTERNET


Os empresários do "funk carioca", tecnobrega, "sertanejo pegação" e "forró eletrônico" são mais ricos do que Otávio Frias Filho ou é o Tavinho Frias que é mais pobre do que eles?

Coitadices à parte, devemos imaginar a falta que Pedro Alexandre Sanches faz para o jornal paulista, que agora deu para cobrar pelo conteúdo lido na Internet.

Para não pegar mal, a Folha de São Paulo permitiu ao leitor comum ler apenas 20 textos por dia, assim de graça. Atingido esse limite, o leitor terá que fazer um cadastro gratuito, para ler mais 20 textos. Se quiser ler mais, sem qualquer custo, terá que esperar outro dia para fazer isso.

Isso porque, para quem quer ler mais de 40 textos, é necessário fazer uma assinatura para o conteúdo digital. Até tentamos pesquisar o sítio da Folha de São Paulo para saber o preço das assinaturas, mas surgiu esse "simpático" aviso na foto ao lado. E eu tenho muito o que fazer para criar login e senha só para ler este jornal.

E tudo isso é feito com a Folha de São Paulo vivendo sua "ótima fase", com programinha de TV na TV Cultura, e todo o ar de "superioridade" como paradigma - no entanto, já superado - de "jornalismo moderno" em todo o Brasil.

Você abiriria mão de sua cesta básica só para ler um jornalzinho destes na Internet, e logo quando a blogosfera informa muito mais - e muito mais honestamente - do que o diário da famiglia Frias?

Nenhum comentário: