segunda-feira, 14 de maio de 2012

ARQUITETA CRIA BLOGUE PARA ARRUMAR NAMORADO


Uma das notícias mais comentadas nas redes sociais da Internet é a criação de um blogue, por parte de uma arquiteta amazonense que vive em São Paulo, chamada Camila Diniz e com 24 anos de idade.

Intitulado Um Namorado para Camila, o blogue está no começo de sua produção, mas já começa a render muitas respostas de homens interessados.

O fato é uma novidade, mas não pode ser visto como um atestado de que existem "muitas mulheres solitárias" no Brasil, cujos recenseamentos, desde 1970, ignoram cerca de 100 mil homens, entre trabalhadores rurais em êxodo para as grandes cidades, executivos e profissionais liberais em viagens constantes, mendigos, sem-teto e marginais em geral.

Essa ocultação de homens na população brasileira, o que faz com que haja a duvidosa maioria feminina na população brasileira - enquanto, no Censo de 1960, havia maioria masculina na população, que sociologicamente tenderia a uma reafirmação nas décadas seguintes - , um vício da ditadura militar não superado, visava proteger os interesses da indústria hoteleira e do mercado turístico, baseados na concepção machista de turismo sensual, baseado na imagem "caliente" atribuída então ao Brasil.

Portanto, a notícia é mais uma daquelas raridades que se destacam pelas suas particularidades. E também não surpreende muito. De fato, Camila é bonita, mas não a ponto de ser lindíssima e nem possui voz bonita.

Talvez ela tenha suas qualidades, e até surpreende por não gostar do tal "sertanejo universitário", principalmente porque este se banalizou através dos "pegadores" Michel Teló, Luan Santana, Gusttavo Lima e Fernando & Sorocaba.



No entanto, ainda não dá para imaginar ela como uma compensação ao fato de vermos que mulheres especiais como Elaine Bast e Ticiana Villas-Boas estejam casadas. E também não fazem com que exceções à regra como a solteirice da atriz Carol Castro e da jornalista Ana Paula Araújo, diante de uma multidão de casadas interessantes, se transforme numa regra.

E, aparentemente, ela quer que seu pretendente tenha um bom gosto musical. Só que ela não deu detalhes sobre que "bom gosto" é esse. Diante da mediocrização cultural crescente e quase totalitária, em que virou moda qualquer bacana adotar um breguinha de estimação, até mesmo a ideia de "bom gosto" torna-se de gosto duvidoso, salvo raras exceções.


Em todo caso, desejamos boa sorte a Camila e que ela possa arrumar um namorado bem bacana para ela. E que seu blogue possa ter seguidores que possam vê-la como uma pessoa que merece respeito, carinho e admiração. Sucesso para ela.

Nenhum comentário: