sábado, 7 de abril de 2012

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PODE SER ACIONADO CONTRA TURISMO TRANS1000



Os passageiros que se sentem insatisfeitos com os (des)serviços da Turismo Trans1000 estão com um precioso instrumento de utilidade pública e não sabem.

Trata-se do Ministério Público Federal, que oferece a Procuradoria Geral pelos Direitos do Cidadão para que sejam divulgadas queixas, para que o caso da Transmil seja julgado pelas autoridades competentes.

No entanto, os cidadãos devem prestar muita atenção: DESACONSELHA-SE recorrer ao MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO DE JANEIRO, uma vez que um dos sócios (falecido) da Transmil foi alguém ligado ao Judiciário fluminense.

Por isso, deve-se recorrer ao MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, através do sítio - http://www.prr2.mpf.gov.br/ - ou através da sede estadual mais próxima.

A verdadeira democracia se dá através da busca pelos direitos do cidadão. Se nada for feito, as coisas podem piorar que ninguém está se dando conta disso. Mas, com pressão e coragem, as coisas podem ser resolvidas da melhor maneira.

Uma coisa é certa. Os moradores de Nilópolis e Mesquita, assim como outros usuários das linhas da Transmil, não merecem mais serem tratados como gado.

Nenhum comentário: