sexta-feira, 16 de março de 2012

SUPERMERCADOS DE NITERÓI FALHAM EM LOGÍSTICA



Os supermercados de Niterói deveriam ser mais ágeis. Não bastasse a lentidão dos trabalhadores de caixas, que não são treinados para ter agilidade na digitação de valores e na manipulação do dinheiro, a logística também peca por não suprir os produtos antes de sumirem das prateleiras.

São marcas de bebidas, de alimentos, de carnes, de produtos de limpeza, ou mesmo produtos inteiros que ficam em falta nos supermercados niteroienses. Em muitos casos, é preciso esperar dez dias para que o produto desejado volte a ser encontrado em algum supermercado.

Além disso, não há uma mentalidade de diversificação e competitividade na venda de certos produtos. É o caso das bebidas lácteas, que não são vendidas em todos os supermercados e, quando são vendidas, a oferta deixa a desejar. Muitos dos supermercados contam apenas com uma marca, e nem sempre a melhor. E não há reposição constante, sempre havendo algum intervalo de dias para que um novo lote de bebidas lácteas seja reposto nas prateleiras.

Mas de uma forma ou de outra, sempre um produto falta num supermercado de Niterói. A mentalidade dos gerentes ainda está presa no padrão anos 80 dos Supermercados Sendas. A agilidade na logística, uma das medidas que se renovou nos anos 90 com a ascensão do grupo baiano Paes Mendonça - que chegou a ter filiais em Niterói - não conseguiu transformar a situação na cidade fluminense.

Neste sentido, Salvador, uma cidade provinciana que nos anos 90 havia sofrido o atraso em vários setores, leva vantagem em relação a Niterói no que se refere aos supermercados. A competitividade causada por outras redes surgidas para concorrer com o Paes Mendonça fez o setor saltar em qualidade, com renovação e disponibilidade constante de produtos, e reposição de estoques ágil e sem deixar faltas.

Niterói precisa sofrer uma transformação drástica no setor de supermercados. É preciso que gerentes aprendam novas ideias e conceitos sobre logística, estudem processos atuais e trabalhem com agilidade e percepção, sobretudo em relação a uma demanda cada vez mais exigente e que não gosta de ficar esperando pela chegada de um produto.

Nenhum comentário: