domingo, 4 de março de 2012

OS ESTADOS UNIDOS DE SERRA



Foi divulgado que o demo Demóstenes Torres (DEM-GO) e o tucano Marconi Perillo estabeleciam ligações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, através de gravações que só a velha grande mídia não mostrou.

O que mostra o quanto a fauna demotucana é o bicho. Mas se há um bicho preferido desse pessoal todo, o bicho é o mico.

O que, por sinal, é o bicho de estimação do economista e político José Serra.

Em entrevista ao insuspeito Bóris Casoy, José Serra cometeu um deslize de informação, desses que constrangem por conta do desconhecimento de uma informação tão fácil.

José Serra havia citado o nome Estados Unidos do Brasil como o nome completo de nosso país. Bóris, por mais reacionário que seja, pelo menos tem a obrigação de acompanhar os rumos de nossa história, e tentou corrigir o entrevistado gentilmente.

- O nome é República Federativa do Brasil. - disse o âncora.

Ao que serra respondeu:

- Mudou?

Bóris respondeu afirmativamente.

Foi uma grande gafe do mesmo ex-presidenciável que, na sua "histórica" campanha de 2010, foi "seriamente atingido", segundo a Rede Globo de Ali Kamel, por um "objeto estranho" que, sabemos, não foi mais que uma bolinha de papel.

O pior é que Serra, líder estudantil na primeira metade dos anos 60, havia se exilado para outros países, depois do golpe de 1964. Pelo menos poderia ter se informado de que o Brasil deixou de ser "Estados Unidos" em 1968, passando a adotar o nome jurídico atual de República Federativa do Brasil.

Mas talvez José Serra queira que o Brasil seja integrado aos Estados Unidos da América. Sua ideologia neoliberal demonstra que isso faz sentido. Só que a gafe historiográfica indica o quanto Serra mostra-se retrógrado e pouco identificado com o país. E que já começa a ser malvisto até pelos seus colegas do PSDB.

Aécio Neves deve estar rindo muito, até hoje.

Nenhum comentário: