quinta-feira, 31 de março de 2011

BOLEIRA-COITADA: OUTRO TIPO DE SOLTEIRA ALIENADA



As marias-coitadas, ao que parece, estão trocando as "duplas sertanejas" e os grupos de "pagode romântico" pelo futebol.

É o que se vê na nova tendência do Orkut. As marias-coitadas "tradicionais" ainda não sumiram, mas já aparecem outras que adotam outro vício: são fanáticas por futebol.

Por isso são chamadas de boleiras-coitadas.

O gosto musical é o de menos, pode-se até dizer que é "correto", entre a MPB mais acessível que rola no rádio (Maria Gadu, Ana Carolina, Jorge Vercilo) e o "pop-rock" (Cidade Negra, Skank, Cássia Eller).

Mas o grave problema é que, além das boleiras-coitadas, como toda maria-coitada, costumam se associar a comunidades tolas no Orkut (do tipo "não saia que eu entro", "já ri quando cochilava", "sou phd em bobeira"), elas se associam a comunidades sobre futebol com um apetite voraz.

Só que o pior é que essas boleiras preferem cismar em assediar homens que não gostam de futebol, em vez de correrem atrás dos homens de sua afinidade futebolística.

Daí o nome de boleiras-coitadas.

Por que elas agem assim?

Será medo delas serem vistas como "marias-chuteiras"?

Será alguma mania estranha de inverter os papéis de um casal, quando a mulher é que tem preferência pelo futebol?

Ou será a mania politicamente correta de torcedoras de futebol aceitarem homens que torcem o nariz pelo esporte?

Só que muitas vezes essas moças tornam-se menos atrativas por isso. Como toda maria-coitada que não sabe que sofre desilusões amorosas por sua própria culpa, por uma personalidade piegas, fanática (religiosa ou esportiva) e cafona, que mostram claramente que mulheres assim são muito difíceis para conviver de forma harmoniosa. A não ser para os homens que tais mulheres justamente se recusam a namorar.

Afinal, o que leva uma fã de breganejo a recusar aquele "bom partido" com o perfil estético de um Rodrigo Faro e possuidor de boas fazendas, mas que cisma com aquele nerd que parece com um John Lydon ou Ian Curtis, e que não gosta de breganejo? Medo? Politicamente correto?

Da mesma forma, as boleiras-coitadas sofrem na solidão de seus lares. Buscam as multidões das arquibancadas. Mas cismam com homens que não gostam de futebol.

Assim essas mulheres nunca vão marcar ponto na vida amorosa. Seus desejos afetivos são sempre como um chute na bola que bate na trave e não faz gol.