segunda-feira, 14 de novembro de 2011

TÉCNICOS DE PETER GABRIEL E ULTRAJE A RIGOR ENTRAM EM CONFLITO



Um atraso de horário de apresentação foi o motivo da briga entre os técnicos das equipes do grupo Ultraje a Rigor e do cantor Peter Gabriel, no Festival SWU, em Paulínia, no interior de São Paulo.

Os dois intérpretes estavam na escalação do palco Consciência do evento, e a chuva causou o atraso de duas horas de apresentação da banda de Roger Rocha Moreira. Com um set de músicas já elaborado, o Ultraje a Rigor estava ainda no palco quando houve uma discussão com a equipe técnica de Peter Gabriel que incluiu empurra-empurra e socos, envolvendo o irmão do vocalista, Ricardo Moreira, e depois tendo a intervenção do próprio Roger.

Tudo isso se deu por conta de muita desorganização. A apresentação da banda Tedeschi Truck Band foi antecipada e as apresentações do Ultraje a Rigor e do cantor do Soundgarden, Chris Cornell, foram colocadas no mesmo palco Consciência. Peter Gabriel se apresentaria mais tarde, mas sua equipe técnica queria que o Ultraje só tocasse no palco durante meia hora, o que provocou a confusão.

Roger fez no palco comentários que geraram mal-entendido. "O Chris Cornell é nosso roadie", disse, no final da música Zoraide, o que causou um clima de tensão nos fãs do cantor grunge, achando que o Ultraje iria "atropelar" o horário de Cornell. Mas Roger, na sua conta do Twitter, pediu desculpas, dizendo que seu comentário se devia à semelhança do roadie do grupo paulista com o cantor do Soundgarden.

Mas, quanto a Peter Gabriel, o cantor inglês escreveu no seu perfil do Twitter pedindo desculpas ao Ultraje a Rigor. Roger, irritado, não aceitou, se referindo ao cantor com um palavrão e ainda pondo em dúvida o ativismo sócio-cultural do ex-Genesis.

Vários roqueiros brasileiros foram solidários ao Ultraje, e no Twitter vários internautas se lembraram da sina dos músicos brasileiros serem deixados em segundo plano pelas organizações de eventos musicais.

Nenhum comentário: