segunda-feira, 21 de novembro de 2011

CIDADÃ LAMENTA TER DEIXADO DE FUMAR. LAMENTÁVEL É ELA



Dias atrás, estava eu e meu irmão Marcelo numa filial de uma rede de supermercados em Niterói quando ele ouviu uma mulher dizer para uma amiga que lamentava ter deixado de fumar, declarando que foi obrigada.

Não bastasse isso, ela comentou com a amiga que adorava fumar e continuava achando que fumar é uma coisa boa. "Infelizmente, tive que deixar de fumar, pois fumar é tão bom...", foi o que ela disse, sendo mais claro.

Isso é que é lamentável. Como é que alguém pode achar o ato de fumar maravilhoso? Será que ela não sabe o quanto é trabalhoso, depois de tantos anos de fumo, alguém fazer uma violenta e inútil quimioterapia para combater um já avançado câncer no pulmão?

O "delicioso" ato de fumar provoca tosse, enfraquece o organismo, envelhece rapidamente. Dá para perceber que, em muitos casos, as ninfetas lindas com beleza de contos de fadas, ao fumarem compulsivamente se tornam, quando chegam aos 40 anos, tão feias quanto bruxas velhas. Mesmo quando não chegam a tanto, dá para perceber no entanto que a degradação física é inevitável.

Nota zero para a ex-fumante que continua com saudades desse inútil veneno portátil.

Nenhum comentário: