terça-feira, 29 de novembro de 2011

30 ANOS SEM NATALIE WOOD



Ela foi uma das mais belas e quentes atrizes dos anos 60, a estonteante Natalie Wood que desde os anos 1940 mostrava seu charme e talento no cinema norte-americano.

Foi ela que, ainda adolescente, participou em 1955 do filme Juventude Transviada, com James Dean, e que teve também o saudoso Dennis Hopper no elenco. Em 1961 foi uma das protagonistas de Amor Sublime Amor, uma história baseada em Romeu e Julieta. E, em A Corrida do Século, de 1965, interpretou uma jornalista, Maggie Dubois, que, como o próprio filme, inspirou William Hanna e Joseph Barbera a produzirem Corrida Maluca, cuja personagem Penélope Charmosa é inspirada justamente na Maggie.

Natalie Wood teve trauma, na infância, com afogamentos, e logo foi essa a sua misteriosa tragédia, há 30 anos. E olha que ela tinha muitos planos para a década de 80. E parecia bonita para seus 43 anos de idade. Seria linda hoje, aos 73 anos.

Mas existe um consolo. A filha, Natasha Gregson, segue a carreira da mãe e já apareceu em muitos e muitos filmes. E é tão linda quanto a mãe foi, e pode-se ver Natasha até no famoso filme Alta Fidelidade. Vale a pena prestarmos atenção em Natasha, que é deslumbrante e muito talentosa. Será uma ótima homenagem a Natalie Wood se admirarmos também a sua encantadora filha.

Nenhum comentário: