sábado, 25 de junho de 2011

HÁ DOIS ANOS, UM ÍCONE DO ROCK SE FOI



Se você pensa que estamos falando de um cantor bem famoso, pode tirar o cavalinho da chuva. Estamos falando de ícone do rock, meu caro. Com todo o respeito ao tal "rei do pop", ele nunca foi, de fato, um roqueiro.

Pois o ícone do rock em questão foi Sky Saxon (batizado Richard Elvern Marsh), o vocalista e baixista do genial grupo de rock psicodélico The Seeds, um dos nomes do cenário californiano dos anos 60.



O mais curioso disso tudo é que, quando os Seeds gravaram seus primeiros discos, Sky já tinha idade para titio. Se for pelo tempo biológico, ele seria da geração de Buddy Holly (fontes mais seguras dizem que ele nasceu em 1937, ainda que outras atribuam seu nascimento em 1945 ou 1946).

Aliás, por sinal, em 1966 havia falecido um discípulo de Buddy chamado Bobby Fueller, outro roqueiro genial. Mas Bobby era da geração dos Doors e fazia um som da linha de Buddy Holly e Eddie Cochran.

Os Seeds faziam um som vibrante, e três músicas se destacam de seu repertório: a ultradançante "It's a Hard Life", com acordes de guitarra de arrepiar de Jan Savage, e o baixo ritmado de Saxon, é uma delas.

Há também "Pushin' Too Hard", o maior sucesso do grupo, que chegou a ter versão em português gravada por Wanderléia, "Vou lhe Contar" (letra feita por Rossini Pinto).

Já a terceira é "Can't Seem to Make You Mine", de uma levada sensual que fez um internauta colocá-la como fundo musical de um vídeo editado em homenagem à pin-up Betty Page, que havia falecido, idosa, no final de 2008.

Há também outras canções, só para citar uma, "Mr. Farmer", numa levada mais folk rock, mas nada que lembre Byrds, porque os Seeds fazem outro estilo. O que é muito bom. Afinal, o biênio 1966-1967 foi marcado por bandas e músicos que não queriam se parecer uns com os outros, gerando uma infinidade de álbuns geniais e impactuantes, puxados pelos Beatles mas incluindo Frank Zappa, Jimi Hendrix e muitos, muitos outros.

Sky Saxon estava em atividade no final de sua vida. Sua voz estava mais fraca e rouca, mas ele mantinha seu talento com serenidade. Ele iria excursar com os Seeds, junto a outros grupos como Electric Prunes, num evento em homenagem ao rock psicodélico, quando faleceu.

Fica aqui nossa lembrança ao grande músico dos Seeds. Uma grande banda que não fez grande sucesso, mas deixou sua marca expressiva na história do rock.

Nenhum comentário: