sexta-feira, 17 de junho de 2011

A COPA DE 2014 E A LIMPEZA IMOBILIÁRIA DOS QUE ATRAVANCAM OS NEGÓCIOS



COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: E ainda tem gente que quer canonizar Eduardo Paes e Sérgio Cabral Filho. Tudo para aparecer em fotos ao lado de Pelé, Bernardinho, Carlos Arthur Nuzman, quiçá João Havelange... Para esse pessoal, bombeiro tem mesmo é que ganhar só R$ 950 e se virar. Eles não fazem parte do "espetáculo" politiqueiro de 2014 e 2016, apesar do serviço valioso que desempenham na sociedade...

A Copa de 2014 e a limpeza imobiliária dos que atravancam os negócios

Por Carla Hirt, professora universitária

"Aqui no Rio de Janeiro estamos passando por um processo crítico de total desrespeito à legislação urbana, em função das obras para a Copa e Olimpíada. Coisas muito semelhantes estão acontecendo ai em Porto Alegre, como remoções de pessoas (exclusivamente de baixo poder aquisitivo), mandando-as para os confins mais afastados da cidade para deixar a paisagem das áreas centrais "limpas".

A pobreza está deixando de ser tratada como problema social e se tornando só uma questão paisagística a ser resolvida com remoções. Isso está documentado em consultorias que a prefeitura do Rio encomendou de planejadores urbanos de Barcelona (ou seja, é legitimado pelo Estado), e está acontecendo também em várias cidades por onde ocorrerão os megaeventos.

Segue anexa uma fotografia que uma aluna minha tirou, no Rio de Janeiro (da localidade de Campinho, entre Madureira e Cascadura), que ilustra um pouco dos conflitos urbanos que estão acontecendo em função do território de exceção que se instaurou por aqui.

Os movimentos organizados aqui no Rio (e aí em Porto Alegre também) estão preocupados e esperançosos em função da quase inexistente repercussão que estão tendo os despejos e os conflitos que estão acontecendo (pois são abafados pelo furor em função dos jogos e pela expectativa de investimentos que as cidades vão receber - esquecendo das dívidas que estas cidades estão contraindo com infraestrutura que só vai servir para os grandes investidores, à custa do erário público)".

2 comentários:

M.V "Shogum" disse...

É só o começo, agora Duda Paespalho quer derrubar a Rodoviária Novo Rio e construir torres de 50 andares no lugar.

Quem usa a rodoviária terá que ir para IRAJÁ que é onde será construída a nova rodoviária.

A distância não é problema, pro prefeito tudo se resolve com os BRT's

renata disse...

A evolução do ser humano implica em mudanças drásticas........