quarta-feira, 30 de março de 2011

BIG BROTHER BRASIL TERMINA PERDENDO 20% DE PÚBLICO



O Big Brother Brasil se encerra com a pior média histórica de sua trajetória, já sinalizando uma decadência que, por enquanto, ainda não preocupa os executivos da Rede Globo.

A atração mostra-se cada vez mais repetitiva e já perdeu, nesta edição, 20% do público habitual do programa.

Não por acaso, a maior audiência do BBB foi na edição 5, quando em seu elenco de participantes havia pessoas com alguma experiência anterior ao "riélite", como o jornalista baiano Jean Wyllys, a Miss Paraná Grazi Mazzafera, hoje atriz, e a jornalista cearense Natália Ramos.

Fora essa edição, o que se viu, salvo raras exceções, foi um espetáculo de vazio em personalidade que refletiu até mesmo depois do fim de cada BBB, vide a rotina de noitadas, noitadas e mais noitadas.

Por isso a rotineira atração até acompanha a crise que atinge outros programas como Domingão do Faustão, Casseta & Planeta (que não entrará na grade deste semestre) e Fantástico, expressão da própria crise de hegemonia da Rede Globo de Televisão.

Por isso, o Big Brother Brasil começa a ter menos chances de ter um futuro garantido. Sua tendência é decair ainda mais. Ainda bem.

Um comentário:

soulegal disse...

Se o próximo "Big Brother Brasil" perder mais de três quartos do público da undécima edição para o "Superpop" da RedeTV!, será que, em janeiro de 2013, vai voltar o "Você Decide" dos anos 90?