quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

DIFERENÇAS ENTRE NERDS E FALSOS NERDS



Nesta foto vemos o que são os verdadeiros nerds. A turma do Big Bang Theory - que ainda por cima tem a superfofa Kaley Cuoco no elenco - é legítima herdeira dos nerds originais. Buddy Holly ficaria orgulhoso.



Já esses é o que no Brasil passaram a ser conhecidos como "nerds". Com estranhos costumes como a personalidade machista, a supervalorização da cerveja, o fanatismo pelo futebol, admiração por filmes de pancadaria e uma fixação meio esquizofrênica pelas mulheres, na linha Pânico da Pan. Cervejão-ão-ão!

Aqui o perfil atribuído oficialmente aos nerds mais parece o de um "alfa beta" (como eram conhecidos os garanhões esportistas do filme Vingança dos Nerds) que deixou de praticar esportes e de fazer a barba, e ainda não se recuperou do porre da noite passada.

Imagine se o rapagão sarado deixa de ir um dia à ginástica, é convidado para se reunir com os amigos para tomar um porre, com a televisão ligada num evento de vale-tudo no Sportv 2 e, na manhã seguinte, o rapagão está tão chapado que não apara a sua barba por fazer. Esse cara é nerd? De jeito nenhum!

Também é bom demais para ser verdade acreditar que só tinha nerd no Campus Party. De repente, da noite para o dia o Brasil virou uma nação de nerds. Não faz o menor sentido. É o mesmo que dizer que, no Dia da Páscoa, somos todos coelhos.

Na boa, no evento tinha gente de todo tipo, não vamos tomar o marketing como se fosse realidade, né?

Um comentário:

M.V "Shogun" disse...

Sinceramente nunca enxerguei esses caras de comerciais como representação de Nerds. E sequer vi alguma referência que tentasse dizer isso.

São caras normais apenas, como nos comerciais da Heineken. A diferença que a Heineken sabe fazer humor em seus comerciais sem a apelação feita no Brasil.

Eu que poderia até ser enquadrado como perfil de Nerd por gostar de animes, desenhos, series de ficção cientifica colecionar alguns brinquedos e gostar de informática. Nunca tive o menor interesse em participar de eventos como a Campus Party. E não me considero um Nerd.

De repente ser Nerd virou onda. Todos querem ser nerds. Se esquecem apenas do principio mais básico do que é ser Nerd: Inteligência! Conhecimento e perícia técnica em algo muito maior que saber configurar um Iphone.