quinta-feira, 25 de novembro de 2010

NOVA BANDA DE LIAM GALLAGHER ANUNCIA PRIMEIRA TURNÊ



A nova banda de Liam Gallagher, Beady Eye, já lançou seu primeiro compacto, "Bring The Light" - música muito boa, bem ao estilo do rock inglês safra 1967-1972 - , e anuncia sua primeira turnê pela Europa. Ela acontecerá em março de 2011.

Os locais de apresentação são:
Glasgow Barrowland (March 3, 4)
Manchester O2 Apollo (6, 7)
London Troxy (9, 10)
Paris Casino De Paris (13)
Cologne Live Music Hall (14)
Milan Alcatraz (16)
Madrid La Riviera (18)
Amsterdam Paradiso (21)
Brussels Ancienne Belgique (22).

Talvez para o grande público daqui citar os locais não influi muito, já que o Beady Eye não irá se apresentar em vaquejadas, micaretas, "bailes funk" etc.

Mas citar esses locais serve para mostrar como é atuante o cenário musical do Reino Unido, onde se pode ver apresentações ao vivo até sob a luz do dia. E, de noite, grandes apresentações como a do Beady Eye irão empolgar o público.

O Beady Eye é a banda formada por Liam Gallagher e outros integrantes do Oasis, logo após a saída de Noel Gallagher, que, aparentemente, seguirá carreira solo (a não ser que ele forme outra banda, o que não é impossível).

A banda de Liam também conta, na formação, com o ex-integrante do Ride, Andy Bell, que já estava há um bom tempo no Oasis.

REVISTA VEJA HAVIA ADERIDO AO TECNOBREGA



Ninguém percebeu, mas a famigerada edição de Veja, do dia 13 de outubro de 2010, que mostrava na capa Dilma Rousseff em declarações supostamente contraditórias, mostrava um fato contundente: Veja ADERIU de vez ao tecnobrega.

Pronto. Toda a mídia golpista aderiu ao ritmo paraense da Música de Cabresto Brasileira, já que esperava-se que a mais conservadora delas, a revista Veja, aderisse. E aderiu.

Não há mais desculpa de que o tecnobrega "não tem espaço na grande mídia". TODA, repetindo, TODA a grande mídia aderiu ao ritmo paraense.

Quem leu com atenção a referida edição de Veja - quase todos os blogueiros progressistas correram para ler a edição, para questionar a capa - percebe que, na seção relacionada às frases e entrevistas com celebridades, a entrevistada em questão foi a cantora Gaby Amarantos, que meses atrás havia sido capa da revista Fórum, na boa-fé de sua equipe editorial.

O tecnobrega apareceu nos programas da Rede Globo, na Folha de São Paulo, na revista Contigo, no Estadão, etc, e só faltou a revista Veja para a velha grande mídia, sem que viva alma se dê conta, dar o maior apoio ao tecnobrega.

E, para quem fica dizendo o tempo todo, até hoje, que o tecnobrega "segue sem espaço na grande mídia" - há lunáticos que ainda pensam que o "funk carioca" nunca teve espaço na mídia - , desde o começo do seu sucesso a grande mídia dá espaço ao ritmo. O jornal paraense O Liberal, ícone da mídia golpista paraense, fez um texto exaltando o ritmo, bem antes da revista Fórum aderir ao jabaculê.