terça-feira, 23 de novembro de 2010

20 CDS DE CHICO BUARQUE SERÃO VENDIDOS NAS BANCAS



Desta vez parece que será em todo o país e não somente em São Paulo e na Região Sul do Brasil. Será lançada a discografia básica do cantor e compositor Chico Buarque, de Chico Buarque, de 1966, até Carioca, de 2006. Serão 20 CDs, que serão vendidos nas bancas de todo o Brasil.

O primeiro título a ser lançado será Chico Buarque 1978, que chegará às bancas na próxima sexta-feira, 27. O título será lançado em preço promocional, de R$ 7,90. Os outros títulos serão vendidos a R$ 14,90.

Cada CD vem com a capa na concepção artística original e com um livro explicativo relacionado a cada título. Títulos como Construção, de 1971, Sinal Fechado, de 1974 e Meus Caros Amigos, de 1976, estão incluídos na coleção.

NOAM CHOMSKY REPROVA A MEDIOCRIDADE CULTURAL



A intelectualidade que defende o brega-popularesco, seja o "funk carioca", o tecnobrega, o brega original, deve estar tremendo de pavor. Pedro Alexandre Sanches deverá perder o sono, tal qual Paulo César Araújo, Rodrigo Faour, Ronaldo Lemos, Bia Abramo, Marcelo Freixo e tantos, tantos outros.

Pois um dos mais conceituados intelectuais de esquerda, o linguista e analista político estadunidense Noam Chomsky, elaborou uma lista de estratégias de manipulação da mídia golpista - vão lá no Mingau de Aço conferir - onde um dos ítens desmonta toda a campanha em prol da mediocridade brega-popularesca, em prol da pretensa "cultura popular" que domestica as classes pobres.

Esse artigo mostra o quanto a mídia grande, através da usina de entretenimento popularesco, cumpre muito bem o papel descrito no ítem abaixo:

ESTIMULAR O PÚBLICO A SER COMPLACENTE NA MEDIOCRIDADE.
Promover ao público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto…

O grande problema é que essa mediocridade cultural ainda é trabalhada por nossos cientistas sociais, críticos musicais e vários blogueiros como se fosse o "verdadeiro folclore popular brasileiro". Ora, vão lamber sabão, intelectuais de (bre)gabinete!