sábado, 8 de maio de 2010

RED BULL AIR RACE RIO



Acontece neste fim de semana, no Rio de Janeiro, a etapa 2010 do Red Bull Air Race, com aviões fazendo corridas rápidas diante de obstáculos.

O evento é gratuito e é bom os espectadores aproveitarem a chance de pegarem transportes coletivos para irem ao Aterro do Flamengo, uma vez que, com o fechamento da Av. Rio Branco, brevemente eles terão que saltar nas avenidas Francisco Bicalho e Rodrigues Alves só para se dirigirem, numa cansativa caminhada, para o Aterro.

Dá para imaginar se houvesse, no próximo ano, outra etapa carioca do Red Bull Air Race, com o prefeito Eduardo Paes viajando com seu jatinho particular, sobrevoando a Av. Rio Branco em direção à orla e mandando uma "banana", com seu gesto de braços, para os cariocas.

FUNQUEIROS SUBORNAM POLICIAIS EM POSTO E AMEAÇAM VIZINHO DE MORTE



Policiais do 35º Batalhão da Polícia Militar em Itaboraí são acusados de receber suborno de organizadores de um "baile funk" num posto de combustíveis da cidade para a realização de tais eventos.

A Justiça interditou o posto depois que um vídeo foi divulgado mostrando um "baile funk" que incluía consumo de drogas e venda de bebidas alcoólicas até para menores. O autor do vídeo, vizinho do posto, foi ameaçado de morte e recorreu ao Ministério Público para pedir proteção. Ele teve que deixar a cidade, depois de tantos anos como seu morador.

Depois ficam dizendo que "funk" é cidadania, cultura, responsabilidade. Nós reclamamos desse ritmo grotesco e seu universo de baixaria gratuita e somos tidos como "moralistas". E, neste reacionarismo crescente neste país - já recebi ontem mensagens reacionárias de fãs de tecnobrega - , é preocupante a situação em que vivem pessoas como o autor do vídeo, proibido de viver em sua cidade por causa da prepotência de um bando de imbecis.

"Funk carioca" (FAVELA BASS) não é cultura, não é arte, não é cidadania, não é democracia. É baixaria, grosseria, imbecilidade, vulgaridade.