domingo, 25 de abril de 2010

DEFENSORES DO BREGA-POPULARESCO FINGEM REJEITAR A REDE GLOBO



Pesquisando os comentários das pessoas que defendem a música brega-popularesca, ao que parece o exemplo de Eugênio Raggi e Olavo Bruno não é único na Internet.

Existem outras pessoas que, em dadas instâncias, defendem Alexandre Pires, Banda Calypso, Zezé Di Camargo & Luciano, DJ Marlboro, Ivete Sangalo, Exaltasamba e outros ídolos popularescos, em outras instâncias falam mal da Rede Globo, seus programas e seu poderio.

Não sei o que eles querem com isso. Mas posso supor que deve ser uma forma de tentar dar uma falsa boa impressão às pessoas, para tentar convencer os incautos de que tais defensores não são adeptos da grande mídia e são "midiaticamente independentes".

Fala sério. Sabemos que isso está longe de ser verdade, afinal, eles têm que defender também a Rede Globo, já que os ídolos musicais que eles defendem, embora tenham trânsito em outras emissoras - como SBT, Record e Bandeirantes - , só se tornaram grandes astros por causa da emissora dos irmãos Marinho.

Portanto, não adianta esse pessoal bancar o espertinho, se queixar que a Globo manipula e tudo o mais, se seus "heróis" da música pouco ou nada seriam sem o apoio da Globo.