sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

ELVIS PRESLEY


Hoje é dia de lembrarmos do primeiro grande ídolo da história do rock, Elvis Presley. Ele teria feito 75 anos de idade.

Infelizmente, ele também tornou-se conhecido como vítima das pressões do show business, que abreviaram sua vida em agosto de 1977.

Embora, depois dele, muita coisa mudou na história do rock, cabe recordarmos seu talento e sua trajetória com respeito e senso crítico.

De qualquer maneira, vamos aplaudir a lembrança dos 75 anos de nascimento do Rei do Rock.

NÓS TAMBÉM FAZEMOS NOSSO "PAREDÃO"


Nós não somos um riélite chou mas fazemos nosso "paredão".

Perguntamos a vocês qual dessas figuras fez atitude tão constrangedora?

O páreo é bem difícil, creio que nossa postura aqui no blog é de empate. Vejamos:

1) SHEILA MELLO, atriz e ex-dançarina do É O Tchan, aparece porque afirmou depender de mãe e irmãos nas questões de vida amorosa, aos quase 32 anos de idade, uma atitude que, convenhamos, não condiz com a idade (e até porque há muita menina de 13, 14 anos que não depende de avaliação de mãe ou irmão para arrumar namorado).

2) ANDREAS KISSER, guitarrista e remanescente da formação original do grupo de thrash metal Sepultura, participou com gosto no disco dos "seus amigos" Chitãozinho & Xororó (que, sabemos, é um dos ícones da música brega). Aparentemente ele fez isso para agradar os filhos do guitarrista, que adoram Sandy & Júnior, filhos de um dos breganejos, logo sobrinhos de outro.

3) BÓRIS CASOY, jornalista e ex-militante direitista estudantil, por ter feito um comentário ofensivo contra os lixeiros e ainda por cima sair protegido pela cúpula do Grupo Bandeirantes de Comunicação. Isso fez até reavivar os "áureos tempos" do Comando de Caça aos Comunistas em 1968, naquele grupinho que estudava na Universidade Mackenzie e no qual Bóris fez parte.

E vocês, o que acham?

WEDDING PRESENT


No fundo, toda banda emo ou poppy punk sonha em seguir a fórmula dessa grande banda de Leeds, Inglaterra, WEDDING PRESENT: energia punk e boas melodias.

Mas não conseguem.