domingo, 14 de novembro de 2010

ESTUDANTE CHAMA A PM APÓS SER BARRADA NO VESTIBULAR DA UNESP



COMENTÁRIO DESTE BLOG: Quanta injustiça. No Brasil, certas coisas são de um rigor extremo, para compensar que outras nem rigor chegam a possuir. Pois a aluna Fernanda Soares seguiu as orientações do Enem, portando certidão, mas mesmo assim foi barrada, por não estar com a carteira de identidade com foto.

Ela e outros alunos prestaram boletim de ocorrência e creio que, se as denúncias ou qualquer mobilização dos lesados forem adiante, o concurso poderá talvez ser anulado.

Estudante chama a Polícia Militar após ser barrada no vestibular da Unesp

Nove candidatos não puderam fazer a prova porque estavam sem documento

Do Portal R7

A estudante Fernanda Soares, de 18 anos, foi barrada pela organização do vestibular da Unesp (Universidade Estadual Paulista) por não estar com documento de identidade com foto na entrada da primeira fase do processo seletivo.

A jovem chamou a Polícia Militar, que compareceu ao local para resolver o problema.

A estudante e outros oito candidatos chegaram antes do fechamento dos portões na faculdade Uninove, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, onde o vestibular é realizado.

Eles não estavam atrasados e mesmo assim não puderam entrar no local.

Fernanda, que está tentando uma vaga em odontologia na Unesp em Araçatuba, estava com com o pai, Flávio Soares.

Ela trouxe certidão de nascimento e um boletim de ocorrência informando estar sem a identidade - ainda assim, foi vetada na portaria do prédio.

- Trazer isso [certidão e boletim de ocorrência] foi a orientação que nos deram no Enem [Exame Nacional de Ensino Médio], achei que também valesse na Unesp.

Os policiais obtiveram informações do caso, mas não tomaram medidas contra o veto aos estudantes. A adolescente foi com outros estudantes para uma delegacia registrar nova ocorrência sobre a proibição da entrada.

Beatriz Cafero, que se inscreveu para o curso de artes visuais na Unesp, passou pelo mesmo problema.

A assessoria de imprensa da Unesp não se pronunciou sobre o caso. Já a coordenação do vestibular no local afirmou que o documento com foto é exigido e que os jovens não cumpriram a norma.

Prova começou às 14h

A prova da primeira fase da Unesp (Universidade Estadual Paulista) já começou. Os portões foram abertos às 13h e a previsão é que seriam fechados às 14h.

O exame está sendo aplicado em 30 cidades paulistas - como Americana, Dracena, Ribeirão Preto, Sorocaba, São Paulo, Piracicaba, São José dos Campos e outras. Além dessas, Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Curitiba (PR) recebem o processo seletivo.

Mais de 80 mil estudantes se inscreveram para concorrer a uma das 6.484 vagas abertas no vestibular 2011 da universidade. A prova dura até 18h30 - tempo máximo para que os candidatos terminem de preencher a folha de respostas.

Alunos que acabarem antes poderão sair a partir de duas horas e 15 minutos do início da prova, ou seja, às 16h15.

Um comentário:

Bruna disse...

No fundo ela só queria se promover como a Geisy, pra aparecer na televisão, ficar famosa, pôr peito de plástico, fazer lipo e outras 57 cirurgias plásticas e arregaçar o traseiro numa revista pornográfica.