sexta-feira, 17 de setembro de 2010

EDUARDO PAES IMPÔS A PADRONIZAÇÃO VISUAL DOS ÔNIBUS


O ESPÍRITO DE JOSÉ SERRA ESTÁ CADA VEZ MAIS FORTE EM EDUARDO PAES, APESAR DELE SER FORMALMENTE DO LADO OPOSTO.

O povo do Grande Rio, sobretudo da Baixada Fluminense, está legalmente autorizado a processar a Prefeitura do Rio de Janeiro, na hipótese de pegar um ônibus errado.

Pode processar o prefeito Eduardo Paes, através do Ministério Público do Rio de Janeiro, do Ministério Público da União ou por intermédio da Defensoria Pública, se caso pegar um ônibus errado, já que o prefeito, em completo DESPREZO ao interesse público, já lançou a padronização visual dos ônibus do Rio.



Uma medida que, prevemos, se dará num completo FRACASSO. Sobretudo em tempos em que o transporte coletivo de Curitiba e São Paulo mostram sua explícita decadência.

Eduardo Paes tem que se informar que os estragos que ele causará no transporte coletivo carioca NENHUM BILHETE ÚNICO irá compensar. O desastre que ele causará NÃO TEM PREÇO. E ele será afetado, politicamente, de forma tão negativa quanto a de José Serra na candidatura à Presidência da República.

A medida da padronização parece definitiva. Mas os transtornos e equívocos mostraram o quanto a medida será desastrosa, mesmo quando paliativos serão tentados para minimizar seus efeitos. A medida não vai durar a vida toda, por mais que se insista em prolongar a medida. Só vai durar se as autoridades forçarem a barra.

Agora, somente busólogos "profissionais" poderão reconhecer a empresa de ônibus. Infelizmente os passageiros sairão perdendo com a medida autoritária do sr. Dudu Paes.

Os protestos serão grandes e barulhentos, e desgaste político de Eduardo Paes será certo, diante de medida tão arbitrária inspirada na ditadura militar, no fardamento dos ônibus imposto pelo demotucano enrustido Jaime Lerner, quando ele era prefeito biônico de Curitiba.

Portanto, o prefeito do Rio Eduardo Paes fez um golpe contra o povo e não se deu conta disso.

Um comentário:

M.V "Shogun" disse...

Ele sabe muito bem o que está fazendo. Essa imposição não passa de um disfarce para as supostas novas concessionárias (que nada mais são que as mesmas empresas de sempre) e enganar o povo.

E o pilantra ainda vem falar de ganhos estéticos para a cidade. Ganhos estéticos? que Eduardo Paes vá para o inferno!