terça-feira, 7 de setembro de 2010

BREGA-POPULARESCO DO CASSETA (E DO PLANETA TAMBÉM)








CALYPSO RECEBE AS GRAÇAS DO HUMOR DEMOTUCANO DOS CASSETAS - Cadê a discriminação da grande mídia?

Enquanto intelectuais etnocêntricos da linha de Pedro Alexandre Sanches tentam afirmar que o brega-popularesco é "subversivo", vamos dar um bom exemplo de como a música brega-popularesca se sente à vontade na grande mídia, seja em programas de auditório conservadores como o Domingão do Faustão, seja em humorísticos outrora bem bacanas que hoje também sucumbiram ao direitismo mal-humorado.

Muito se falou que a Banda Calypso era "indie", que está "à margem da grande mídia", que "fez sucesso sem divulgação" e um monte de lorotas. Mas tão rapidamente o "subversivo" grupo - do qual se espalhou boatos de uma suposta candidatura ao Prêmio Nobel da Paz, indicada por um zé-mané supostamente ligado a "grupos revolucionários" - ganhou as graças das Organizações Globo, a ponto de ganhar contrato pela gravadora Som Livre, sendo colegas de gravadora de outro suposto "sem mídia", o funqueiro DJ Marlboro.

Só a presença da Banda Calypso - grupo centralizado pelo casal Joelma e Chimbinha - , que para quem não sabe também é precursor do tecnobrega (ritmo que agradou muito os Marinho e os Frias, para desespero de certos "caros amigos"), no programa Casseta & Planeta, é algo que até o YouTube mostra da forma mais explícita.

Experimentem consultar as palavras chave "casseta + calypso" no YouTube, que aparecerá o referido humorístico e o referido grupo de neo-brega. São cerca de 57 resultados, a maioria diretamente ligada aos dois fenômenos da grande mídia. Aqui selecionamos imagens de dois vídeos, ambos contando com a presença de Marcelo Madureira, o casseta que é sócio de carteirinha do Instituto Millenium. As imagens estão acima.

Eu só temo se determinados intelectuais "izguerdiztaz" vissem isso e tivessem um pesadelo.

Nenhum comentário: