quarta-feira, 8 de setembro de 2010

ACUADO, JOSÉ SERRA FOGE PARA A "CULTURA" BREGA-POPULARESCA



Atenção, Blogueiros Progressistas!! Atenção, Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé!! Atenção, Altamiro, Azenha, Amorim!!

Exclusivo, urgente, urgentíssimo!! O candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, acuado pelo contraataque que as forças de esquerda fazem contra ele, está correndo para outras trincheiras.

Pressionado diante dos fatos, José Serra agora se esconde na cultura brega-popularesca, e neste momento já recorre à dupla Chitãozinho & Xororó, a primeira a acolher o exílio serrista diante da batalha política perdida.

Sem ter o que comer, José Serra, antes de se dirigir à fazenda da dupla paranaense, se alimentou comendo alguns tabletes de paçoca fornecidos secretamente pelo jornalista Pedro Alexandre Sanches. "Não espalha, não, Zé", disse Pedro, "Eu ainda estou do outro lado, escrevo para Caros Amigos, ainda não preparei minha volta para o PiG, apesar das conversas com o (Gilberto) Dimenstein". "Tudo bem, eu não espalho", disse Serra, com segurança.

José Serra está acolhido também por duplas de "sertanejo universitário", além das duplas breganejas veteranas. Serra participou de um almoço fornecido pelos maiores criadores de gado de São Paulo e Paraná. Junto a eles, empresários de agronegócio ainda dão últimas esperanças ao candidato em desvantagem:

- Ainda há esperanças, Serra! Não desista. Nós estamos entre as elites mais ricas e poderosas do país. Controlamos a maior parte das terras do país. Dominamos socialmente quase todas as cidades do interior do Brasil. Temos um poderoso bloco no Congresso Nacional. Controlamos direta ou indiretamente a maioria das rádios FM do país e afiliadas das redes de TV no interior. E ainda influenciamos a economia de São Paulo. E nós de apoiamos, Serra!

José Serra se encontra alojado na casa de Chitãozinho & Xororó, e passará alguns dias recebendo autoridades e celebridades. Depois ele se dirigirá a um "baile funk" do Rio de Janeiro, para entrar em contato com os empresários-DJs e dirigentes do gênero. Em seguida, Serra viajará para Salvador para se encontrar com cantores e músicos de axé-music e com grupos de arrocha e pagode locais. Em seguida, ele fará uma turnê pelo Nordeste para acolher grupos de forró-brega e tecnobrega.

Diante dos presentes na fazenda de Chitãozinho & Xororó, José Serra declara, consolado:

- A cultura de vocês será minha nova trincheira. Se os políticos petistas continuarem no poder, meus ideais serão herdados por vocês, através da exploração do entretenimento dos meios de comunicação. Vocês, que abordam uma visão de mercado e de livre iniciativa na exploração da cultura popular, dentro dos princípios da democracia, irão complicar o projeto petista de transformar o país, de um lado confundindo eles, de outro enganando e de outro destruindo.

ATENÇÃO: ESTA NARRATIVA, APESAR DE FICTÍCIA, ILUSTRA BEM O QUE ACONTECERÁ COM A POLÍTICA SERRISTA SE ELE NÃO CONSEGUIR PASSAR PELA CONSULTA DAS URNAS.

Agradecido, José Serra também conheceu ídolos de "pagode romântico", como integrantes do Exaltasamba e o cantor Alexandre Pires, que prestaram solidariedade ao candidato. Ivete Sangalo também mandou mensagem de apoio a Serra.

Paulo César Araújo, que lançou seu livro sobre música brega, Eu Não Sou Cachorro, Não, nos últimos anos da Era FHC, também foi ao encontro de Serra, abraçá-lo.

Nenhum comentário: