domingo, 8 de agosto de 2010

A SINA DE NITERÓI ABRIGAR RÁDIOS DE ROCK



Os recentes rumores da entrada da Kiss FM no dial carioca - isto é, no dial fluminense - demonstram que a história do radialismo rock no Estado do Rio de Janeiro está relacionada quase sempre com a antiga capital do Estado, Niterói. Inclusive a saudosa Fluminense FM.

A Kiss FM pretendia entrar no dial do Rio por duas vias.

Uma seria pelos 91,9 mhz de uma emissora pertencente aos donos da Rádio Sertãozinho (do homônimo município do interior paulistano), que no RJ tem a outorga de São Gonçalo (cidade cujo território se confunde com o de Niterói, sendo socialmente integradas).

Outra seria pelos 102,9 mhz da OI FM - cuja dona, empresa de telefonia móvel, anda cometendo irregularidades e sofrendo crise financeira, que se reflete ao "emagrecimento" de sua rede de rádios - , que havia abrigado antes a pseudo-roqueira Rádio Cidade. Apesar de operar no Rio de Janeiro, a outorga é niteroiense, pois os 102,9 originalmente pertencem à Rádio Jornal Fluminense, seu nome jurídico, cujos primeiros estúdios foram sediados no Centro de Niterói, na mesma Rua Maestro Felício Toledo cuja extensão muda de nome para Visconde de Itaboraí (onde se situava a Fluminense FM).

Recentemente, parece ter prevalecido a primeira opção, que é a Kiss FM testar as transmissões nos 91,9 mhz gonçalenses.

A trajetória do radialismo rock no Estado do RJ, portanto, é quase toda niteroiense. As únicas rádios de fato cariocas que exploraram o rock foram a Eldorado FM (Eldo Pop, nos 98,1 mhz da atual Beat 98), com outorga do Sistema Globo de Rádio, e a Estácio FM, com outorga da Universidade Estácio de Sá. Houve também a Tribuna FM de Petrópolis como externa ao elenco niteroiense de emissoras.

A Federal AM, primeira emissora dedicada ao segmento rock, também foi sediada em Niterói. Ao transferir seus estúdios para o Rio de Janeiro, se transformou na Manchete AM e adotou o estilo AM popular.

A Fluminense FM, rádio de rock que mais marcou na memória dos ouvintes, também se situava em Niterói, no prédio do jornal O Fluminense na frente da Rodoviária de Niterói. Hoje a frequência dos 94,9 mhz está entregue ao "Aemão" noticioso da Band News.

Houve também a Rocknet, primeira web radio dedicada ao rock, de cujo site eu cheguei a ser colunista (Pelos Porões do Rock), também era sediada em Niterói. Da mesma forma, a Venenosa FM, cuja outorga era niteroiense sob responsabilidade da Universidade Salgado de Oliveira (Universo), sediada em São Gonçalo.

Embora em certos casos uma emissora se torne "carioca" porque seus estúdios passaram a ser no Rio de Janeiro, a outorga serve como uma certidão de nascimento. É como alguém que trabalha no Rio de Janeiro, mas nasceu e vive em Niterói. A outorga de São Gonçalo também pode ser considerada "niteroiense" pela integração urbana dos dois municípios vizinhos.

Isso reflete até mesmo nas propagandas eleitorais, onde, no caso das campanhas para prefeitos e vereadores, a outorga é sempre levada em conta. O que indica que, na maioria das vezes, o radialismo rock do Estado do Rio de Janeiro esteve muito mais próximo da Pedra de Itapuca do que do Pão de Açúcar.

A região de Niterói, que tem o projeto Araribóia Rock e uma cultura rock que clama por um novo espaço na mídia, já começa e sentir os primeiros vestígios da Kiss FM fluminense, testando um sinal nos 91,9 mhz que, por enquanto, é muito fraco. Mas repará-lo é uma questão de tempo.

Resta torcer para a Kiss FM abandonar a fórmula "feijão-com-arroz", tocar coisas mais ousadas e menos conhecidas, banir os posers e acabar com as locuções em cima das músicas e o corte das mesmas antes do final. Em época de download da Internet, com músicas inteiras disponíveis, o rádio tem que concorrer e oferecer também músicas inteironas para o público ouvir do começo ao fim.

2 comentários:

Marcelo Delfino disse...

Que tal colocar este texto no blog Kiss FM Rio de Janeiro? Chegou a hora de colocar estes fatos lá.

O Kylocyclo disse...

Já ia colocar o texto no site, através dos recursos de cópia de texto, mas deixei os textos já publicados no topo para o pessoal ler. Agora é que vou colocar o texto no blog da Kiss Rio.