sábado, 7 de agosto de 2010

PARA EDITORA ABRIL, PROFESSOR BOM É AQUELE QUE LEVA "FUNK CARIOCA" PARA A SALA DE AULA



COMENTÁRIO DESTE BLOG: Já dá para perceber porque o lobby pseudo-esquerdista do brega-popularesco migrou do "funk carioca" para o tecnobrega. Primeiro, porque o "funk carioca" se superexpôs na Rede Globo, e isso pegou mal. Segundo, porque a apologia ao brega-popularesco tinha que reciclar seu discurso, através de outro ritmo "excluído". E, terceiro, porque a mídia golpista, a exemplo da revista Sou+Eu, da Contigo, da Folha de São Paulo (seja Ilustrada ou colunistas tipo o inimigo dos professores Gilberto Dimenstein), para não dizer a corporação dos irmãos Marinho, anda defendendo abertamente o ritmo carioca.

Para a Editora Abril, professor bom é aquele que leva FUNK CARIOCA para a sala de aula!

Por Humberto Capellari - Blog Encalhe

Bom, essa história eu li numa revista estilo “Eu casei com o namorado da minha filha”, chamada Sou+Eu, da Editora Abril. Essa revista, de apelo popular-feminino tem o costume de pagar pelas histórias que as pessoas enviam, desde algo curioso, até algo como uma simples receita, além de casos “picantes” de suas leitoras.

E essa história “Ensino matemática como funk” parece que ganhou R$ 200 pilas, sendo publicada nas páginas desta publicação, mas com a menção ao “Educar para crescer”, uma “iniciativa educacional” da Editora Abril. E, afim de não ter de copiar da revista, descobri que o site do “Educar…” tem o tal texto. Só que não está como na revista. Foi limada a parte, por exemplo, em que a mestra narra o seguinte:


” ( … ) Subi nas cadeiras e cantei com eles. A animação foi tanta que esqueci que a sala da coordenadora pedagógica ficava embaixo da nossa! De repente, ouço a coordenadora: ‘Cadê a professora desta classe?’. E eu EM CIMA DA CADEIRA COM AS MÃOS NOS JOELHOS…Depois, ela disse que tinha adorado! ( … )”

Entendam o que quiserem. Esse tipo de “iniciativa” é boa, por parte da professora? Se uma professora quiser ensinar, Ciências, por exemplo, o “buraco negro”, talvez já tenha encontrado a fórmula para fazer a “galera” ficar ligada nos ensinamentos. Os alunos poderão fazer aulas em casa sobre isso e aprenderão até Biologia, por tabela.

"PEDAGOGIA

Ensino matemática com funk

Rute percebeu que os alunos gostavam do ritmo e, então, passou a criar músicas para ajudá-los a decorar fórmulas

A professora de matemática tentou várias técnicas para ajudar os alunos com fórmulas, inclusive a de colar cartazes na sala, antes de finalmente inventar o funk

A professora Rute Correa Cardua, 30 anos, sempre tentou criar novas técnicas para ajudar os alunos da 8ª série a decorarem fórmulas matemáticas. Ela fazia cartazes, prova oral e até poesia, mas todo esse esforço era em vão. Então, passou a prestar atenção no comportamento dos adolescentes e percebeu que eles se interessavam por música. Mas não era qualquer música: andavam com walkman ou tocadores de MP3 ouvindo funk pela escola.

Rute não pensou duas vezes e criou o Funk da Equação do Segundo Grau – mais conhecido como Bhaskara – usando o ritmo da música Glamurosa, do MC Marcinho. “Tomei coragem e cantei para a classe. Foi aquela decepção… Perguntei se eles tinham gostado e responderam: ‘Ah, professora, só o refrão é bom’. Eu pensei: ótimo! O refrão era exatamente a fórmula!”, conta Rute.

Ela fez da aula uma verdadeira oficina de música, onde uns cantavam e outros faziam os batuques. Quem passava pela porta, como foi o caso da coordenadora pedagógica, não entendia nada. Mas depois que ficou sabendo do que se tratava, adorou a ideia. Nos outros dias, Rute via os alunos cantando baixinho a música pra lembrar.

A coisa se espalhou pela escola, e os alunos da 7ª série iam perguntar se ela ia dar aula para eles no ano seguinte. A professora percebeu que aquilo tinha dado certo e repetiu a dose. “Ver a meninada cantando as músicas me deixava realizada. O mais gratificante aconteceu ano passado, na formatura da turma. Quando me chamaram, todas as 8ªs séries cantaram, ao mesmo tempo, o funk que inventei, como homenagem. Vou levar essa experiência para todas as escolas por onde eu passar!”, completou.

Fórmula de Bhaskara (Em ritmo de Glamurosa, do MC Marcinho)

Matemática pode ser legal
Equações do segundo grau
Também podem ser legais
Se você decorar essa fórmula
Tã… tãrã… tãtã… (3 X)
Xis é igual a menos B
Raiz de delta sobre 2A (Refrão) Everybody! Xis é igual a menos B Raiz de delta sobre 2A (Refrão) E o delta? Como é?
Delta é igual a B ao quadrado Menos quatro AC
Vamos no refrão, galera"

Um comentário:

M.V "Shogun" disse...

É nessas horas que fico com vontade de me matar.