domingo, 1 de agosto de 2010

MICHAEL SULLIVAN: MPB FM UNE JABACULÊ E MEMÓRIA CURTA



Só a memória curta para fazer com que o grande artífice da música brega, Michael Sullivan, trabalhe agora a falsa imagem de "gênio da MPB", através de um evento promovido, lamentavelmente, pela MPB FM, o "Palco MPB", no Teatro Rival Petrobrás.

É como se fizesse um seminário sobre cidadania e convidasse o Paulo Maluf. Michael Sullivan hoje se diz "injustiçado", mas em outros tempos ele governava, com gosto, o mainstream do establishment musical brasileiro, até mesmo com mãos de ferro.

Michael Sullivan é, numa comparação aproximada, uma espécie de "Tom Jobim" do Instituto Millenium. Ou então é, com impressionante exatidão comparativa, o "Roberto Campos" da música brasileira.

Protegido das Organizações Globo, Michael Sullivan dispõe de um lobby suficiente para reabilitá-lo sem deixá-lo no ostracismo. E como virou mania os ídolos popularescos fazerem muito sucesso e depois desmentirem tudo isso, se passando por "injustiçados", "discriminados" e outras queixas dignas de quem reclama de barriga bem cheia, é claro que o grande formatador do brega-popularesco dos últimos 25 anos não ficaria de fora dessa manobra demagógica.

É lamentável que a MPB FM perca um tempo num jabaculê desses, porque, com uma boa vontade, até a (quase extinta) FM O Dia poderia reabilitar Michael Sullivan. Ou então a Nativa FM. E Sullivan seria jogado diretamente no Vibe Show, se apresentando para uma plateia jovem que ouviu as músicas dele, cantadas por nomes como Xuxa, José Augusto e Leandro & Leonardo, na infância.

Mas tratar Michael Sullivan como se fosse um grande nome da MPB é ridículo. Considerar ele MPB é a mesma coisa que dizer que George W. Bush foi um grande líder das esquerdas bolivarianas da América. Não faz sentido algum. E, um lembrete: "sentido" não rima com "perigo" nem com "motivo".

Um comentário:

Marcelo Delfino disse...

É a área comercial da rádio versus a produção, que acaba de ser reforçada por ninguém menos que Leandro Souto Maior.

Lelessauro terá trabalho para levantar aquela rádio. Boa sorte pra ele.