domingo, 4 de julho de 2010

VITÓRIA DA COPA TEM QUE SER PARA PAÍSES RICOS


Milton Temer defendeu recentemente que a copa da África do Sul deste ano mereça ser ganha por um país africano ou sul-americano, e que quem discordasse disso era um alienado.

Sou esquerdista, mas tenho que discordar do candidato do PSOL ao Senado Federal. A copa deveria ser ganha por um país europeu, no caso a Alemanha, que demonstrou ter um time forte e habilidoso.

Não sou alienado, e sei que a tese de que o futebol é a "única alegria" de um povo sofrido é discutível. Afinal, a festa futebolista gasta dinheiro e só beneficia diretamente quem está ligado ao evento esportivo de alguma forma: jogadores, equipe técnica, imprensa esportiva, dirigentes esportivos, empresas patrocinadoras.

Existe uma lição dos mais velhos que recomenda que primeiro tem que se arrumar a casa para depois fazer a festa. As seleções brasileira, argentina e uruguaia já ganharam copas do mundo e nem por isso tornaram-se países prósperos.

O Brasil é uma potência emergente, mas ainda não é um país desenvolvido e está muito longe de ser uma sociedade evoluída como a Noruega. Se nem os Estados Unidos chegam aos pés da Noruega em termos de desenvolvimento humano, quanto mais o Brasil.

Copa do mundo não traz prosperidade. Traz uma alegria momentânea. Infeliz da pessoa que achar que essa é a única alegria do povo. Acaba expondo sua baixa auto-estima. A situação do Brasil é próspera para se fazer lutas sociais, reivindicar qualidade de vida, lutar pela transferência da população favelada para prédios decentes, sejam apartamentos e prédios ociosos, sejam novos conjuntos habitacionais.

Se as pessoas acreditarem que o patriotismo se associa à ideia de torcer pela seleção brasileira de futebol, então elas é que estão alienadas. O patriotismo se manifesta com o verdadeiro amor ao país, que por sua vez só se efetiva quando a pessoa se preocupa e age em favor da justiça social.

Os países ricos já têm prosperidade social suficiente para bancarem toda a festa das vitórias em torneios mundiais de futebol.

Sejamos objetivos.

3 comentários:

Marcelo Delfino disse...

Dois blogs de amigos esquerdistas com visões diferentes sobre o mesmo assunto. Desta vez, tenho que me posicionar. A favor de O Kylocyclo e contra Com Texto Livre (de Zé Carlos).

http://contextolivre.blogspot.com/2010/07/copa-do-mundo-2010-um-olhar-politico-em.html

zcarlos disse...

Alexandre,
Este seu argumento tá muito parecido com aquele do Delfim Neto nos tempos da chamada por alguns "ditabranda".
É preciso fazer o bolo crescer para depois repartir.
Desculpe-me mas não concordo.
Abs!

M.V "Shogun" disse...

Não sou esquerdista, verdade não sou de nenhum lado. Mas concordo em grau número e gênero.

Completo um argumento que é superior a qualquer outro argumento.

Simplesmente a Alemanha tem o melhor time do mundial. As demais seleções europeias restantes: Holanda e Espanha são as que apresentaram melhor futebol junto aos alemães.

Merece vencer o melhor time e não o mais coitado ou o mais pobre e baboseiras do tipo.

A vida dos sul-americanos não vai ficar melhor nem pior com um título.

O Uruguai já venceu a sua copa ficando à frente de Brasil e Argentina. E serão muito bem recebidos por seu país, assim como os paraguaios foram, independente do resultado de amanhã.