quarta-feira, 7 de julho de 2010

RINGO STARR FAZ 70 ANOS



O ex-baterista dos Beatles, Ringo Starr, completa 70 anos. Um dos dois remanescentes da formação clássica dos Fab Four - o outro, sabemos, é Paul McCartney - , Richard Starkey é, portanto, um dos grandes músicos ingleses, e um dos prestigiados músicos da cidade de Liverpool.

Famoso por sua jovialidade, célebre desde o final de 1962, quando foi chamado para substituir Pete Best - que virou funcionário público e hoje está aposentado, mas anda excursionando novamente como músico, tendo se apresentado recentemente no Brasil - , Ringo Starr era conhecido como o beatle mais engraçado, enquanto John Lennon era o rebelde, Paul McCartney era o romântico e George Harrison era o místico.

Como todo o Fab Four, Ringo Starr tem história. Somente uma década de Beatles, de tão rica, já rende muitos livros. A experiência do quarteto mais famoso de Liverpool é tão rica que um texto aqui não caberia todos os dados.

Ringo é um bom baterista. Seu desempenho não é ousado nem revolucionário, mas também não decepciona. Ouça "Thank You Girl" dos Beatles e verá o que Ringo é capaz de fazer. Além disso, Ringo teve um outro amigo baterista, este sim, revolucionário, Keith Moon, do The Who. Ambos chegaram a ser aproveitados como atores no filme do músico Frank Zappa, 200 Motels.

A curiosa amizade de Keith Moon e Ringo Starr fez com que o filho deste, Zac Starkey, somasse à influência do pai o talento ousado do outro baterista, a ponto de Zac ter tocado recentemente com os integrantes do Who.

Ringo Starr tem uma carreira-solo não tão badalada quanto a dos ex-colegas de banda. Mas, como eles, sua carreira-solo era uma herança do legado musical que os quatro fizeram juntos. Portanto, uma extensão do que os Beatles fizeram e significaram. E, embora sua música não fosse feita para mudar o mundo, Ringo Starr faz boas canções.

Ringo também é de uma surpreendente jovialidade, até pelo seu histórico compromisso com os Fab Four que marcaram sua vida. O que faz com que muitos quarentões e cinquentões de hoje, sobretudo no Brasil, cada vez mais se envergonhassem em seus escritórios, numa sisudez viciada de velhas elegâncias e velha etiqueta, a ponto de não mostrarem suas caras sequer em Caras. Para que um mega-empresário que, aos 43 anos, já trocou quase toda sua coleção de tênis por pontudos sapatos de verniz não dê de cara com Ringo Starr de animados tênis durante um evento social.

Parabéns e longa vida, Ringo!!

Nenhum comentário: