quarta-feira, 30 de junho de 2010

ROSANA JATOBÁ FOI COLEGA MINHA



Há 20 anos, essa maravilhosa morena era minha colega na minha primeira turma da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia.

É sério. Formamos até um grupo juntos, na matéria Publicidade e Propaganda, e realizamos trabalho sobre a antiga fábrica de chocolates Chadler, situada em Salvador.

Rosana sempre foi gentil comigo, mas só como mera colega. Mas até que nos dávamos bem, nesse limite de relação, no segundo semestre de 1990. E eu sempre procurei ser legal com ela.

Ela só se tornou colega minha novamente em 1995. Ela havia trancado a UFBA para se dedicar ao direito na Universidade Católica do Salvador (UCSal). E foi numa matéria sobre Rádio que Rosana começou a sua trajetória para a fama, se reunindo num grupo de trabalho para visitar a TV Bandeirantes de Salvador. Eu não fiquei no grupo dela, fiquei em outro, que visitou o Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB), que possibilitou eu trabalhar como redator da Rádio Educadora da Bahia (FM e OC).

Resultado: Rosana Jatobá tornou-se repórter da TV Bandeirantes Bahia - anos depois, sua conterrânea Ticiana Villas-Boas (que não acompanhei na FaCom, porque eu já havia me formado antes, mas acho que cheguei a vê-la pessoalmente quando revisitava a faculdade à procura de novos eventos ou cursos de extensão) faria o mesmo.

Anos depois, Rosana foi para São Paulo e em seguida foi contratada pela Rede Globo de Televisão. Passou a fazer reportagens e tornou-se a "garota do tempo" do Jornal Nacional, sendo suplente na posição em outros telejornais. E também está entre os apresentadores suplentes do Jornal Hoje.

Em Salvador, Rosana Jatobá sempre foi namoradeira. Em São Paulo até passou algum tempo solteira, mas atualmente está casada com um empresário (sempre os empresários, né?!).

E hoje ela está num universo social para o qual eu não passo de um zero à esquerda. À esquerda, mesmo.

Nenhum comentário: