sábado, 5 de junho de 2010

ÔNIBUS DA TRANS1000 SÃO A VERGONHA DA BAIXADA



Alguém tem que fazer alguma coisa para tirar a desastrosa Trans1000 de suas linhas. Por que a mesma pressão feita nas empresas cariocas Feital, Ocidental e Oriental não foi feita na empresa de Mesquita? Por que as queixas feitas contra as empresas cariocas não foram levadas em conta em relação à Trans1000 (ou Transmil, escrita por extenso)?

A Trans1000, na sua linha 479B Mesquita / Praça Mauá, serve de forma vergonhosa. A única ressalva é que seus rodoviários são bem simpáticos e prestativos, mas eles sentem o drama da empresa mal-administrada e devem sofrer também no que se diz aos salários e nos ônibus velhos e mal-conservados que são obrigados a dirigir ou cobrar passagem. Isso quando os ônibus operam com cobrador, porque há ônibus que têm até banco do cobrador, mas é o motorista que cobra as passagens. É o que os busólogos chamam de ônibus-gasparzinho, com o banco do cobrador que deve ser reservado por algum espírito de rodoviário desencarnado que embarcou no veículo.

Meus pais encanaram de pegar a baldeação desse ônibus na volta de Mesquita para Niterói, pegando primeiro o 479B e depois o 100D Niterói / Praça 15 da Viação Mauá (este excelente, mas nos domingos fica lotado e alguns carros tocam a horrorosa Nativa FM), porque o 140C Nova Iguaçu / Niterói rodoviário da Rio Minho é muito caro.

Tamanho é o constrangimento de pegar um ônibus da Transmil, com seus carros velhos e desgastados. Até uns carros da Marcopolo Torino 99 são usados para esse percurso longo. E, quando colocam-se carros com ar condicionado, o ar simplesmente não funciona. Não bastasse isso, a linha passa por dois "bailes funk" de rua no seu percurso, aos domingos.

O percurso também dá muita volta. Acho que nem precisa ter esse percurso longo, a linha poderia ter um percurso expresso via Nova Iguaçu e passando regularmente pela Via Dutra e pela via expressa da Av. Brasil. Seria bem melhor.

Melhor ainda seria se a Transportes Blanco tirasse a Transmil de Mesquita e trocasse os calhambeques desta pelos novíssimos ônibus que a Blanco possui. A Blanco já tirou algumas outras linhas da Transmil e pôs no lugar ônibus novíssimos, sobretudo rodoviários recentes, com ar condicionado novinho, limpinho e que funciona.

A Trans1000 ainda é tratada com cordialidade pelo DETRO. Não deveria. Empresa que serve mal suas linhas tem que ser pressionada pelas autoridades, e se a empresa não tomar jeito, ela tem que deixar de servir suas linhas. A Transmil é a grande vergonha na Baixada e na pracinha de Mesquita onde param seus ônibus dá nojo ver sua frota com sua pintura enjoada e seu estado lastimável. Lixo puro.

Nenhum comentário: