quarta-feira, 30 de junho de 2010

CANTOR DE AXÉ-MUSIC ATACA ED MOTTA NO TWITTER



A arrogância da axé-music ataca de novo. Em mensagem postada no Twitter, foi a vez do cantor Netinho fazer xingações ao músico Ed Motta, assim que soube que o sobrinho de Tim Maia fez duras críticas a axé-music na revista Contigo.

Netinho chamou Ed Motta de idiota e invejoso, além de disparar, irritado, o seguinte comentário: "Ed Motta é um mal criado e idiota falando mal assim do axé. Um cara que nunca criou nada, apenas tentou copiar a soul music americana: Tim Maia sim era original!".

Olhe só quem fala. É bem conhecida a extrema arrogância e a megalomania que marcam a axé-music, ritmo da Música de Cabresto Brasileira famoso por sua pretensão em ser "dona da Música Popular Brasileira". A axé-music se apropria de tudo, do baião ao Rock Brasil, passando pela Bossa Nova e até mesmo a música caipira (seja ela autêntica ou bastarda). A axé-music é a forma piorada do tão discutido processo de apropriação musical de Caetano Veloso, afinal este pelo menos procura ter conhecimento de causa.

A axé-music é que nunca criou coisa alguma, não passa de um amontoado de restos deixados pelo frevo, reggae, merengue, salsa, samba, baião e Jovem Guarda, algo como uma colcha de retalhos musical e muito ruim.

No comentário de Netinho, a apropriação musical se evidencia quando ele elogia Tim Maia em detrimento do sobrinho-discípulo do cantor de "Você". Puro oportunismo de quem quer se aproveitar de um artista prestigiado que já morreu. É mais ou menos, no sentido da herança artística, como baixar a lenha em Marcelo Nova e fazer louvores a Raul Seixas.

A mediocridade imperialista da axé-music é tanta que Luan Santana ainda era criança quando Ivete Sangalo despejava sua milícia talifã, uma espécie de Comando de Caça aos Comunistas com abadá, para expressar sua ira contra qualquer um que criticasse a "diva". Se alguém notar uma tosse da cantora em um show, era crucificado na Internet.

Acusam os irmãos que desfizeram o Oasis, Liam e Noel Gallagher, de arrogantes, o mesmo para a seleção argentina de futebol. Nada disso. Perto da axé-music, Maradona e Noel Gallagher são a mais elevada expressão da humildade e da modéstia humanas. Daí reações como a de Netinho, como a dos fãs de Ivete Sangalo e da fúria de Bell Marques contra o publicitário Nizan Guanaes. Axé-music não tolera críticas. Ritmo turrão e, isso sim, mal-criado.

Fica minha solidariedade ao cantor Ed Motta, esforçado em traduzir a soul music numa linguagem brasileira. Até arranjos bossa-novistas ele fez em várias gravações e Ed também é dedicado instrumentista.

Nenhum comentário: