sexta-feira, 14 de maio de 2010

QUE COISA FEIA, JAIME LERNER!!



Que coisa feia um tecnocrata do transporte coletivo, depois de tantos anos servindo às siglas ARENA e DEM, agora se esconder sob uma sigla socialista, o PSB, depois que, em outros tempos, se escondeu numa sigla nacionalista, o PDT?

Não chega a ser um procedimento tão vergonhoso quanto a do picareta baiano Mário Kertèsz, um udenista-arenista-carlista de carteirinha, que seduziu, ludibriou e apunhalou a esquerda da Bahia, destruiu o Jornal da Bahia e, se apropriando das vozes oposicionistas dos anti-carlistas e dos críticos da mídia baiana em geral, tentou a todo custo calá-los como vozes autônomas, enquanto bancava o dono e manipulador dessas vozes que, falando, ecoam em um grande silêncio.

Mas Jaime Lerner agiu em incoerência, como se quisesse dar a falsa impressão de que seu projeto tecnocrático para o trânsito e os transportes coletivos, dotados de vários pontos impopulares, não estivessem associados à ideologia neoliberal.

Claro que estão. Diminuir os ônibus sob um suposto cálculo urbanístico, sem explicar o que se fará com o fluxo excessivo e supérfluo de automóveis, padronizar as pinturas dos ônibus transformando-os em ônibus fardados, sem personalidade e camuflando as empresas deficitárias (que terão as mesmas cores das empresas decentes), ou mudar drasticamente o fluxo de avenidas sem verificar o real impacto do trânsito, são de interesse neoliberal, sim.

Na boa, sugerimos para que o sr. Lerner, caso queira estar em coerência com sua trajetória política, que se filie ao PSDB, um partido cujo projeto político tem muito mais a ver com suas ideias tecnocráticas.

Nenhum comentário: