sábado, 22 de maio de 2010

MULHER CAVIAR PROVA QUE NAMORAR MULHER-FRUTA DÁ EM ENCRENCA


Veja que cilada. A polícia prendeu o bandido Madeirinha, integrante de um dos maiores grupos de extermínio da Baixada Fluminense. Ele era namorado da dançarina Elisa Pereira, a primeira Mulher Caviar do MC Créu (ou seja, no tempo em que ele lançava o seu famoso sucesso), e matou há dois meses o então namorado da moça, Rogério Oliveira.

Isso mostra realmente o que é o submundo das mulheres-frutas, que tanto falam em procurar caras-legais e aparentemente não têm receio sequer em se envolver com nerds.

Pois vejam o que está por trás no passado amoroso dessas moças: pit-boys, banqueiros de bicho, jogadores de futebol encrenqueiros, membros de grupos de extermínio, fora outros homens barra-pesada que é melhor nem contar.

Já dá para perceber para que serviriam os "caras-legais" nos braços das mulheres-frutas: para depois serem espancados, surrados e até assassinados por antigos namorados dessas moças.

E vale lembrar que os homens legais também querem mulheres legais, e está cada vez mais provado que, se namorar mulher vulgar é uma das experiências mais chatas e desagradáveis na vida de um homem, pode significar também uma grande encrenca, para não dizer tragédia.

Um comentário:

Lucas Rocha disse...

Se, em 2014, o "funk carioca" não for mais hegemônico, para qual ritmo Elisa Pereira, a Mulher Caviar, já vai ter se mudado: jazz orquestral de Ray Conniff, sambrega ou breganejo universotário? Até lá, a dançarina já vai ter se casado com um empresário.