terça-feira, 13 de abril de 2010

TROVOADAS EM NITERÓI ANUNCIARAM TRAGÉDIA DO MORRO DO BUMBA


Quem vive em Niterói nos últimos anos deveria ter prestado atenção à maioria dos dias em que ocorriam trovoadas na cidade.

Nos dias de calor fortíssimo, as nuvens cinzentas que prenunciavam trovoadas em Niterói se formavam sobretudo na área compreendida entre a zona de Viçoso Jardim e Ititioca - onde se situa o Morro do Bumba - , o entorno do Largo da Batalha e Parque da Colina e as áreas de Caramujo e da Cova da Onça, onde muitas áreas verdes foram desmatadas por conta das favelas e que em parte também foram atingidas nos dois trágicos dias de tempestade no Grande Rio, na semana passada.

Por isso, as trovoadas em si já anunciavam a tragédia que estava por vir. Mas a tradicional indiferença das autoridades, que nem para orientar a população se interessam, fez o povo sofrer com as terríveis perdas materiais e humanas.

O povo sabe do risco que corria, mas não tinha condição alguma de arrumar uma nova casa, por falta de dinheiro necessário para isso. E não há política habitacional que permitisse a inclusão imobiliária, e mesmo a política de urbanização das favelas se deu sem critérios sobre que área de favela teria condições de ser reaproveitada, em vez de demolida.

Por isso, ninguém percebeu, mas a Natureza deu seu recado crucial, para que todos pudessem evitar a tragédia ocorrida. Mas a Natureza não foi ouvida.

Nenhum comentário: