quarta-feira, 7 de abril de 2010

LEONARDO IVO NOS LEMBRA DE SÉRGIO RICARDO



De forma oportuna, o amigo Leonardo Ivo, do blog Fatos Gerais, ao questionar o "funk carioca", ou o favela bass, nos lembrou de uma antiga canção de Sérgio Ricardo, um grande artista brasileiro, vivo e ativo (só menos ativo, porque o mercado não lhe dá espaço). Hoje pouco conhecido, ele foi muito mais do que um cantor de festivais que jogou o violão para a plateia depois de ser vaiado. Era influenciado pela Bossa Nova, pela música de protesto de cunho cepecista e compôs músicas para o filme Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), de Glauber Rocha, musicando até mesmo alguns poemas do cineasta.

A música que Leonardo Ivo nos lembra foi gravada há 50 anos, "Zelão", uma canção de protesto que faz parte do disco A Bossa Romântica de Sérgio Ricardo. Abaixo tem uma gravação da música reproduzida com arquivo de imagem no You Tube. Em outra oportunidade, mostrarei outra música de Sérgio Ricardo na série sobre o verdadeiro som universitário.

"Alexandre, O favela bass nunca representará o povo favelado. Ele feito para domina-los. Só o samba os reprentava de verdade como nesta letra do compositor Sergio Ricardo, que morava no Vidigal escreveu. Veja:
"Todo morro entendeu quando o Zelão chorou
Ninguém riu, ninguém brincou, e era Carnaval
No fogo de um barracão
Só se cozinha ilusão
Restos que a feira deixou
E ainda é pouco só
Mas assim mesmo o Zelão
Dizia sempre a sorrir
Que um pobre ajuda outro pobre até melhorar

Choveu, choveu
A chuva jogou seu barraco no chão
Nem foi possível salvar violão
Que acompanhou morro abaixo a canção
Das coisas todas que a chuva levou
Pedaços tristes do seu coração."

Esta musica se chama Zelão e tive contato com ela ainda criança na segunda série do primário em 1992 no livro Integrando o Aprender da Editora Scipione, da famigerada Editora Abril. Olha como são as coisas!"

Nenhum comentário: