quarta-feira, 24 de março de 2010

DESPERDÍCIO DE MATERIAL EDUCATIVO EM GOIÁS



Num depósito de lixo de Iporá, a 200km de Goiânia, foi encontrado um monte de material didático que deveria se destinar as escolas públicas de Goiás. Livros em bom estado de conservação e até relativamente novos, como alguns publicados há dois anos, estavam jogados entre o restante do lixo.

É vergonhoso que existam tantos casos assim, de desperdício de material educativo jogado no lixo, como se fosse coisa inútil. Mas para a "galera" que é viciada em entretenimento, isso tanto faz como tanto fez, porque o que esses jovens querem mesmo é curtição, noitadas, e não defender a educação pública e a cidadania. Eles escrevem mal, raciocinam mal, mas são gente abastada, protegida pelos pais ricos e bem-estruturados. Não são o povo que precisa tanto de ler livros, de aprender, de desenvolver e manter valores sociais sólidos.

O rol de absurdos que toma conta do nosso país é tal que não será surpresa se Luís Buñuel e Sérgio Porto renascerem das cinzas para processar a União por plagiar respectivamente O Fantasma da Liberdade
e o FEBEAPÁ.

Nenhum comentário: