domingo, 28 de março de 2010

DEFENSORES DO BREGA-POPULARESCO SÃO GOLPISTAS E INSEGUROS


ZEZÉ DI CAMARGO & LUCIANO E ALEXANDRE PIRES - ÍDOLOS QUE CONTAM COM DEFENSORES REACIONÁRIOS E CULTURALMENTE GOLPISTAS.

Os defensores da música brega-popularesca mostram cada vez mais que são pessoas inseguras, golpistas culturais, pessoas com problemas de auto-estima, e ainda vão acabar prejudicando os próprios ídolos musicais que tanto defendem.

Eu nunca escrevi, num blog favorável a Alexandre Pires, Zezé Di Camargo & Luciano ou quem quer que seja, para espinafrá-los da forma mais irresponsável. O que eu critico neles é a mediocridade deles como artistas, mas nunca os desmoralizei como pessoas, nunca os depreciei como seres humanos.

Mas Olavo Bruno, cheio de moral para julgar a música brasileira de acordo com o que ele gostaria que fosse, me espinafrou quando eu criticava os ídolos "sertanejos" que ele tanto gostava. Arrogante, ele chegou a dizer que meu blog estava condenado ao fracasso ("A cada caiu para O Kylocyclo"). Ele acredita que seus ídolos breganejos, axezeiros e até mesmo o brega "de raiz" (ele defendeu Benito di Paula e José Augusto) se tornarão populares se Olavo Bruno puxar o tapete da MPB.

Pois são pessoas assim que fazem comentários caluniosos, não eu. Olavo Bruno chegou a dizer que, pela vontade dele, o mestre João Gilberto teria morrido de fome. Sim, um cara desses que exige respeito a Zezé Di Camargo & Luciano, Vítor & Léo e até João Bosco e Vinícius, simplesmente parte para o ataque mais desmoralizador contra a música brasileira.

Isso criará problemas futuros, sem dúvida. Imagine se um programa tipo Estação Globo chama tanto Maria Rita Mariano, "estraçalhada" por Olavo, e os ídolos deste, Vítor & Léo. Aí o assessor de Maria Rita fala para o produtor de TV que um carinha defensor de Vítor & Léo falou mal de Maria Rita. "Foi um comentário muito infeliz, não me leve a mal. Parece ser um cara importante, com tanta presença que esse tal Olavo tem na Internet. Mas o cara quer puxar o tapete da MPB, mesmo. Carinhas assim só vem para bagunçar".

Aí cria-se um clima de saia justa, os rumores se espalham de boca em boca, e daí para Olavo Bruno se transformar num perigoso jagunço cultural, é um pulo. Aí ele tira férias da Internet, feliz da vida por ter bancado o "dono da verdade" nos inúmeros fóruns em que ele deixou mensagens na Internet. Mas, na volta, ele recebe o troco: NINGUÉM fica solidário com ele, e Olavo passa a ser chamado de grotesco para baixo. Preço que ele paga pelas grosserias e baixarias que escreveu na Internet.

O mesmo com Eugênio Raggi. Os textos longuíssimos, grotescos, burros, arrogantes, que o professor mineiro usava para julgar a MPB de acordo com o seu próprio umbigo, transformaram ele na figura mais chata de fóruns como Samba & Choro. Antes dele me espinafrar com seus textos - eu tentei participar do mesmo fórum - um outro internauta me preveniu "Se prepare que lá vem o professor", como quem dissesse: "Lá vem o Chatonildo com suas pregações ridículas".

Imagine o que Francielle Siqueira, a "fã" de Alexandre Pires que despejou comentários grossos contra mim, deve ser vista pelas fãs do cantor mineiro. Deve ser vista como uma dondoca chata e metida. O fã se preocupa em gostar do ídolo, ficar perto dele. Quem é que vai se preocupar em esculhambar quem fala mal do ídolo? Se o cara se preocupa mais com quem não gosta do seu ídolo do que em gostar dele, então pode ser tirada de onda, insegurança, reacionarismo barato. Nem o pretexto de "preservar a imagem" do seu ídolo justifica tamanhos ataques.

MÚSICA BREGA-POPULARESCA LIDA COM "ALEGRIA" - Se a música brega-popularesca, ou a Música de Cabresto Brasileira, lida com valores "positivos", "alegres", com "alto astral", então por que há defensores com uma agressividade semelhante a de um nazi-punk?

A axé-music queimou sua imagem por causa disso. Que "alegria" é essa que se converte em raiva na menor contrariedade? Pensam seus defensores que vão conseguir a unanimidade para seus ídolos assim, através de comentários agressivos?

Se eu falo mal de Alexandre Pires, convém para a verdadeira fã do cantor apenas discordar, e não perder tempo me espinafrando em e-mails, comentários ou qualquer meio de mensagem. Apenas evitar ler meus textos, e vai logo para a página do cantor. Por que Francielle Siqueira, por exemplo, não se preocupa em desejar felicidades para a família do cantor? Por que ela não se preocupa em admirá-lo, se diz tanto ser sua fã?

Essas pessoas, com seus comentários reacionários - há também outros, mais anônimos - , com a máxima certeza não contribuirão para salvar a reputação dos seus ídolos. Pelo contrário, suas raivas só vão promover a imagem negativa dos seus ídolos, mais e mais.

Porque toda a aura de "alto astral" que seus ídolos se esforçam em passar, toda a alegria das apresentações ao vivo se desfaz através da repercussão dos comentários raivosos dos defensores, tidos como "fãs" desses ídolos. Dessa forma, a repercussão converterá esses defensores em fãs violentos, pessoas intolerantes, que se contradizem pregando a tolerância dos outros (no caso, eu), mas tão intolerantes que não suportam ler as críticas que este blog faz para eles.

Ora, ora, este blog não é um blog de música popularesca. Por isso, não sou obrigado a aplaudi-los pela mediocridade que fazem nem fingir que eles são geniais, quando eles deixam claro serem artisticamente menos expressivos do que sua projeção na mídia (golpista) sugere.

Nenhum comentário: