quinta-feira, 11 de março de 2010

COREY HAIM, 1971-2010



É uma pena que um talentoso ator morre por conta das drogas. Ontem Corey Haim, ator do divertidíssimo filme Sem Licença para Dirigir, lamentavelmente foi encontrado morto. Tinha a mesma idade que eu, 38 anos.

Me lembro de um episódio que eu tive com colegas da Universidade Federal da Bahia, em Salvador. Era 1992, eu tinha 21 anos e estava no Farol da Barra, esperando os colegas para um trabalho de aula na Faculdade de Comunicação, uma reportagem para uma matéria. Aí alguns colegas decidiram que queriam fumar maconha na Faculdade, aproveitando que não havia aula da matéria então, e me chamaram para ir com eles. Tentei dizer não, mas eles insistiram e aí eu me fiz de ingênuo e fui com eles.

Peguei carona com eles de carro e fomos para a FaCom. Eles subiram afoitos para procurar uma sala para fumar o "baseado", enquanto eu, fingindo estar meio bobo, zanzando pelo corredor, esperava eles entrarem na sala e fecharem a porta. Quando ouvi o barulho da porta sendo fechada, sai do prédio da FaCom, que então ficava no bairro do Canela, e imediatamente fui embora, me dirigindo ao ponto de ônibus próximo à Faculdade de Educação para pegar o transporte para casa.

Me livrei da encrenca. Felizmente não houve problema algum para mim. Os colegas devem ter imaginado que eu era um bobão, e creio que pouco deram por minha falta. Além disso, drogados, não perceberiam minha ausência, tão "ocupados" com a curtição deles.

Mas, infelizmente, há pessoas que se fraquejam e, nos bastidores da fama, alguém indica alguma droga para um ator ascendente consumir, e ele adere, achando que vai levar a melhor com isso. Não vai. Há muitos casos de tragédias, e a de Corey Haim é mais um. Ele já fazia papéis em filmes menores, e as drogas agravaram o ostracismo. Ele chegou a sofrer um derrame cerebral em 2001 e tentou reabilitação 15 vezes. Médicos suspeitam que Corey teria morrido por overdose acidental de remédios.

Fica a tristeza pela perda de um talentoso ator, que foi parceiro do xará Corey Feldman, principalmente no citado filme. Pena, porque Sem Licença para Dirigir era muito engraçado, sobretudo por conta de Haim, que não passa no curso de motorista e tem que fazer um trambique para dizer que passou no exame e assim ganhar a chave do carro.

Nenhum comentário: