terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A FAZENDA 2: MEMBROS CRITICAM FANÁTICOS RELIGIOSOS


Mais dor de cabeça para o "bispo" Edir Macedo, não bastasse aquele trecho do filme A Queda, sobre a decadência do líder nazista Adolf Hitler onde foi colocado um texto, usado como uma suposta legenda, que descrevia a realidade da Rede Record, como se Hitler fosse o próprio Edir.

Pois numa conversa entre dois integrantes do riélite A Fazenda 2 - podem ficar tranquilos, li no Portal Terra - , Mateus Rocha e Igor Cotrim, o primeiro fez um comentário depois de ter cantado o refrão de um antigo sucesso da Xuxa, "marquei um X, um X, um X no seu coração".

Nem vou falar que outros internautas identificaram letras satânicas em vários sucessos da Xuxa tocados de forma invertida (de trás para frente). Mas que Xuxa foi a pioneira na erotização juvenil contemporânea, completada depois pelo É O Tchan e hoje pelo "funk", isso é verdade.

Continuando com os "peões", Mateus fez o seguinte comentário: "Só porque X lido ao contrário é six as pessoas falam que ela se referia ao número 666, que é o símbolo da besta. Eu acho coisa de criança esse negócio de ficar falando que todo mundo que faz sucesso é porque fez pacto com alguma coisa ruim. Por que as pessoas não dizem que alguém faz pacto com Deus, né?".

Vale lembrar que, na numerologia, X corresponde ao número 6. Aliás, na numerologia do alfabeto ocidental, as três letras que representam o número seis são F, O e X. As letras formam a palavra "fox", que significa "raposa", animal simbolicamente associado à ideia de esperteza e espírito traiçoeiro.

Nenhum comentário: