sábado, 7 de novembro de 2009

Morre o ator e diretor Anselmo Duarte


Faleceu, na madrugada de hoje, o ator e diretor Anselmo Duarte. Tinha 89 anos. Nos últimos anos vivia doente e desde o último dia 27 de outubro ele estava internado em consequência de um grave acidente vascular cerebral.

Galã de chanchadas brasileiras, Anselmo Duarte começou a dirigir com o filme Absolutamente Certo (1957), filme que mostra a realidade da televisão, para quem quer conhecer um pouco da linguagem televisiva da época, já que pouco resta do seu acervo e antes de 1960 não existia vídeoteipe. Neste filme, mostrou-se um dos primeiros sucessos de rock, "Enrolando o Rock", com Betinho e Seu Conjunto.

Mas seu filme mais famoso foi O Pagador de Promessas - com Leonardo Villar e Glória Menezes - , de 1962, único filme brasileiro a ganhar a Palma de Ouro do Festival de Cinema de Cannes. A produção também concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro naquele mesmo ano. A obra é baseada num livro do escritor Alfredo Dias Gomes, o mesmo de Roque Santeiro.

O sucesso de O Pagador de Promessas fez com que Anselmo Duarte entrasse em divergência com o grupo do Cinema Novo, que fazia um cinema com temática social, sobretudo nordestina, e Anselmo não era ligado a esse grupo de cineastas. Outra curiosidade é que meu pai chegou a ver os atores gravando o filme, em Salvador.

Além de chanchadas (foi marcado pelo filme Tico-Tico no Fubá, de 1952), Anselmo Duarte atuou também em outros filmes, incluindo O Caso dos Irmãos Naves (1967), filme de Luís Sérgio Person (pai de Marina Person, atriz e cineasta que apresenta o programa Top Top). Foi figurante do filme It's All True, genial obra de Orson Welles que nunca foi terminada.

Como ator, o último trabalho foi no filme Brasa Adormecida (1987), de Djalma Limongi Batista. Como diretor, seu último trabalho foi o filme Os Trombadinhas (1979).

Nenhum comentário: