segunda-feira, 2 de novembro de 2009

MELHORAS, DINHO!


Depois de Morrissey ter desmaiado no palco, foi a vez de Dinho Ouro Preto sofrer uma grave queda do palco. Foi ontem, numa apresentação do grupo em Patos de Minas (MG). Dinho chegou a ter traumatismo craniano além de uma pequena fratura, mas hoje seu estado de saúde é bom e estável. O Capital Inicial cancelou várias apresentações, até seu vocalista se recuperar completamente. As informações mais recentes afirmam que Dinho está lúcido e se alimentando normalmente.

É verdade que os dois incidentes com Morrissey e Dinho Ouro Preto nada se comparam com o de Mark Sandman, o vocalista-baixista do Morphine, que teve um enfarte fulminante durante uma apresentação, em 1999, e com o de Carmem Miranda, depois de uma apresentação no programa de Jimmy Durante, em 1955. Mas que de alguma forma esses incidentes assustam, é a mais pura verdade.

Tanto Morrissey quanto o Capital Inicial passaram por voltas por cima depois de um período de crise. Morrissey havia perdido uma ação judicial movida por outros integrantes dos Smiths, teve problemas judiciais com uma gravadora e depois passou por um período de depressão. O Capital Inicial passou por uma fase pop com Bozo Barreti, que a princípio rendeu sucesso comercial imediato, mas depois gerou uma violenta crise de identidade que fez o grupo se dissolver durante um bom período. Em 1999, o grupo se reuniu novamente para gravar novo disco, fez um acústico para a MTV, e, embora siga uma conduta mais pop em relação ao som original (mas sem os excessos da fase Bozo), consegue zelar por sua honra na história do Rock Brasil.

Fica aqui meu desejo para que Dinho Ouro Preto melhore totalmente sua saúde, e que retome sua vida e sua carreira. Apesar dos 45 anos de idade, ele ainda se destaca por sua incrível jovialidade.

Nenhum comentário: