sábado, 7 de novembro de 2009

BUSÓLOGOS JÁ EXPRESSAM SEU REPÚDIO À "UNIFORMIZAÇÃO VISUAL" DOS ÔNIBUS CARIOCAS


A nação busóloga brasileira já começa a expressar seu mais enérgico REPÚDIO contra o projeto de "uniformização visual" dos ônibus cariocas outorgado pelo prefeito Dudu Paes em nome dos tecnocratas do transporte público e dos fisio-burocratas do PMDB e do COB.

Leonardo Ivo já mostrou o seu repúdio, como já sabemos.

Reginaldo e seu parceiro Rafael Xarão, do Petrobus, também protestaram.

Marcelo Pereira, meu irmão, do blog Planeta Laranja e de fotologs busólogos como Ultrabus e Niterói Coletivo, também redigiu seu protesto.

Outros Marcelos, Marcelo Malaquias e Marcelo Lucas, junto aos seus amigos do Paratodos, também demonstraram repúdio total à padronização de cores.

Mas também Thiago Barboza Crespo, do site TB Crespo, na ironia de ser de Curitiba, pioneira na padronização de ônibus e já com seu sistema "futurista" em processo de desgaste, TAMBÉM REPUDIA a padronização visual dos ônibus cariocas.

A turma do Clube do Trecho, que envolve vários Estados, vários colaboradores (como Michel Soares, Adriano Minervino, Valter Mendonça e outros), registrou o seu protesto. O pessoal é ligado à Revista do Ônibus.

A equipe do Ônibus da Cidade - Gabriel Gomes, Luiz Ferro e Carla Aparecida - também manifestou repúdio à padronização visual dos ônibus cariocas.

Em vários outros fóruns e comunidades relacionados a ônibus, a proporção de pessoas que são CONTRA a padronização visual dos ônibus cariocas é de 95%, diante de 5% A FAVOR. Ou seja, se for pelos busólogos, o projeto de Dudu Paes está DEFINITIVAMENTE VETADO.

Eu mesmo, Alexandre Figueiredo, sou busólogo e tenho sites sobre ônibus, como o Grande Niterói e Classical Buses. Evidentemente, sou RADICALMENTE CONTRA a padronização dos ônibus cariocas.


O BUSÓLOGO MINEIRO BRUNO FREITAS (E) E O ÔNIBUS-MUSEU DA EMPRESA PARANAENSE VIAÇÃO COLOMBO, COM PINTURA ANTERIOR À PADRONIZAÇÃO VISUAL DA GRANDE CURITIBA.

SINTOMÁTICO - Observando o caso das duas cidades cujos sistemas de ônibus são visualmente padronizados, nota-se que a contemplação dos ônibus se torna até menos interessante.

Entre os busólogos paranaenses, os ônibus de Curitiba até são bem fotografados. Mas o gosto de mesmice torna-se evidente. Por isso, quando há eventos de exposição de ônibus, vários busólogos, de diversas partes do país, vão correndo para fotografar o veículo da Nimbus 1975 da Viação Colombo, da cidade de Colombo, na Grande Curitiba, com a pintura da época, antes da padronização visual dos ônibus curitibanos, cujo sistema antes futurista já mostra sinais de desgaste, ao lado do sistema de ônibus da cidade de São Paulo.

Já Bruno Freitas, busólogo ligado à AMIBus, Associação Mineira de Busologia, possui um site chamado Viação Gerais, que até mostra ônibus de Belo Horizonte, mas até pela pouca variação dos ônibus - a atual concepção visual, de Armando Villela, é até bonita, mas no atual padrão visual, a BHTrans subtraiu uma cor, unificando o visual de dois serviços do sistema - , Bruno prefere dar ênfase em fotografar ônibus rodoviários e empresas do interior de Minas Gerais.

Nenhum comentário: