domingo, 25 de outubro de 2009

MENSAGENS SUBLIMINARES I - "FUNK CARIOCA"


Iniciamos a série para mostrar alguns comentários reacionários contra mim e a mensagem oculta que está por trás.

Desta vez começamos com o "funk", devido à sua ambição imperialista de dominar o mercado popularesco nacional, e usaremos o comentário do tal defensor do ritmo, que se preocupou mais em questionar meu esquerdismo do que em defender a esquerda a qual ele precisa para empurrar um discurso "militante" mais convincente.

A idéia é reproduzir a mensagem original e depois escrever um discurso que estaria oculto por trás dessa mensagem, considerando as intenções e o contexto em que ela foi produzida e enviada.

MENSAGEM ORIGINAL

"Nossa senhora mãe do céu! Além de apresentar fatos fictícios, seu texto é completamente contraditório. Afinal de contas, MV Bill também esteve no Faustão mais de uma vez! O que fica claro é o seu preconceito descarado contra o funk, uma manifestação cultural legítima e maravilhosa. É o som das favelas cariocas, goste você ou não. Ou seja, além de incoerente e contraditório, você é extremamente preconceituoso. Ah! Com relação ao seu "esquerdismo", já dizia o meu avô: "Prefiro mil vezes um conservador inteligente do que cem esquerdistas estúpidos. Pelo menos eles sabem defender suas idéias e o fazem com coerência". Sábias palavras as do vovô!!! Viva o funk!!! (Em off, sei que não vai aprovar a publicação no blog, mas o recado é para você mesmo!) (Anônimo)"

MENSAGEM SUBLIMINAR

Nossa senhora mãe do céu! Além de duvidar dos mitos promovidos por nós, funqueiros, e pela grande mídia que o apoia, seu texto vai contra o discurso oficial dominante. Afinal de contas, eu quero estar no mesmo lugar do MV Bill, quero copiar o discurso dele e aparecer no Faustão mais de uma vez! O que fica claro é que você odeia o "funk" carioca, quer derrubar os mitos que a gente promove e defende e quer fazer com que o "funk" perca a popularidade e prejudique o faturamento que nós, dirigentes e empresários, lutamos tanto para manter e crescer, até de forma desonesta. Goste ou não, o "funk" carioca é o modismo do momento, nós vamos enriquecer às custas dos otários das favelas de qualquer jeito! Ah! Em relação ao seu esquerdismo ameaçador, já dizia o meu avõ: "Prefiro mil vezes um golpista que permita o desenvolvimento capitalista seguro com povo submisso do que mil esquerdistas raivosos que ameacem desde o 'funk' à UDR". Pelo menos os golpistas têm um projeto de "equilíbrio social" que mantenha o povo submisso e a livre iniciativa das empresas. Sábias palavras do vovô. Viva o "funk"!! (Em off, sei que meu comentário é muito covarde para ser publicado sem que você me conteste)

Um comentário:

Edilson Trekking disse...

Está cheio de bestas assim que acham que só porque passou no Faustão é de qualidade . Acorda Brasil! Nem tudo que passa na Globo é cultura de qualidade. Globo e SBT-Sistema Brega de Televisão são apenas Empresas que visam lucros. Esses não estão preocupados com o povo. Companhia das Indias e Globo é a mesma bosta no sentido empresarial.

Entendam bregaiada! Alexandre não vendeu a alma.Alexandre faz jornalismo ético.