domingo, 6 de setembro de 2009

PLANTÃO DO SHOWRNALISMO ESPORTIVO


Pelo jeito, os rosários do padre Patrick Peyton - "Padre Peyton" deveria ter rendido piadas maldosas nos anos 60 - , que animaram a Marcha da Família Unida Com Deus pela Liberdade, a "marcha pela ditadura militar" (que só não teve uma certa cantora baiana porque ela só viria a nascer em 1972), deram toda a sorte para os amarelões que jogaram contra a Seleção Argentina de Futebol, ontem à noite.

Para quem não sabe, Rosário é a cidade argentina onde realizou o jogo.

Nenhum comentário: