segunda-feira, 14 de setembro de 2009

NOVELA CONVIDA TODO MUNDO A OUVIR BOSSA NOVA


Hoje estréia a nova novela das "oito" (que começa às "nove") da Rede Globo, Viver a Vida.

A novela tem história de autoria de Manoel Carlos, ex-produtor de televisão dos tempos áureos, e a direção geral fica por conta de Jayme Monjardim, ninguém menos que o filho da cantora Maysa.

Portanto, como em toda novela de Manoel Carlos, terá Bossa Nova na trilha incidental, e isso é uma boa pedida para todos os espectadores, mesmo as empregadas domésticas, jogar todos os discos de sambrega (Alexandre Pires, Exaltasamba e afins) e de breganejo (Zezé Di Camargo & Luciano, Bruno & Marrone e afins) no lixo ou na caixa de discos para serem mandados para o sebo. E, tendo algum disco de "funk" ou de forró-brega, incluindo aquele "tema da Norminha" do horrendo grupo Calcinha Preta, pode mandar para o lixo direto porque não fazem a menor falta.

A partir de hoje, é hora do grande público ouvir Bossa Nova, muita Bossa Nova, e ir comprar sobretudo os discos produzidos entre 1958 e 1964. A propósito, a foto acima mostra o evento juvenil A Noite do Amor, do Sorriso e da Flor, realizado em 20 de maio de 1960, na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Brasil, hoje UFRJ, na Praia Vermelha (perto da Urca), Rio de Janeiro.

Um comentário:

Marcelo Delfino disse...

Música de qualidade para o povo!